Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

365 forte

Sem antídoto conhecido.

Sem antídoto conhecido.

05
Jan15

Fortuna

CRG

"...life's single lesson: that there is more accident to it than a man can ever admit to in a lifetime and stay sane"

- Pynchon - "V."

 

Toda a ideologia é uma construção da realidade (por isso é de recear os que se intitulam de realistas). E essa construção parte de premissas. Ora, a premissa de parte da direita liberal é o individualismo. O indivíduo controla o seu futuro. Com muito trabalho e esforço o sucesso - no sentido material (a definição de sucesso é outra questão) - está garantido.

 

Por sua vez, a sua ausência é da responsabilidade de cada um, uma falha de carácter; há um elemento de culpa no insucesso (como país isso também acontece: somos apelidados de mandriões, incapazes de gerir os nossos destinos).

 

Deste modo, o teor da (mais uma) inefável crónica do Arquitecto Saraiva, na qual preferia entregar 100 milhões de euros a Belmiro de Azevedo do que a 100 pobres, não surpreende e até é coerente com o seu pensamento. Racionalmente é o único refúgio para atenuar e explicar a profunda e galopante desigualdade dos nossos dias.

 

Por isso talvez seja importante relembrar ao Senhor Director do Semanário "Sol", bem como aos restantes seguidores desta ideologia, que fortuna também é sorte.

27
Out12

Lucidez no desespero

Pedro Figueiredo
Às vezes, é no meio de um turbilhão absolutamente triturador, que acontecem verdadeiros milagres. Momentos de lucidez fruto de um desespero impossível de disfarçar. António Saraiva, presidente da CIP, também denominado patrão dos patrões - expressão que sempre achei curiosa - foi o convidado de José Gomes Ferreira há 15 dias. Um dos temas, naturalmente, abordados na entrevista foi a taxa de desemprego (actual e prevista), que tantas dores de cabeça está a causar, por ter das consequências mais imprevisíveis que uma política mal conduzida (ou mesmo falta de uma) pode gerar. Não há cenários macro-económicos que consigam avaliar a reacção das pessoas atingido o limite máximo de uma taxa de desemprego. Esse limite não só varia de país para país, como a própria reacção também.


O desemprego é, portanto, uma preocupação - ou devia ser - comum a todos. António Saraiva explicou que o ministro da Economia tem reunido recentemente não só com a CIP mas com outros parceiros sociais, para todos juntos, poderem chegar a uma espécie de solução de compromisso (se tal for possível). Ao fim de um ano e meio de governação, isto é um raio de lucidez no meio do desespero que tem sido este executivo de coligação. Não se sabe do que vai sair destas reuniões. Pode até ficar tudo, como de costume, em águas de bacalhau. Tudo vai depender de como estão, cada um dos intervenientes, comprometidos ao ponto de poder chegarem a um consenso. E consensos são precisos. Daqueles que em cada uma das partes cede às outras. Compromissos. Ponto final.




«As circunstâncias são o dilema sempre novo, ante o qual temos de nos decidir. Mas quem decide é o nosso carácter.»
- Ortega y Gasset

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

No twitter

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D