Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

365 forte

Sem antídoto conhecido.

Sem antídoto conhecido.

06
Out15

O presidente dos portugueses que votaram PSD/CDS

Sérgio Lavos

O artigo 187 da Constituição obriga o Presidente da República a ouvir todos os partidos antes de convidar o mais votado a formar Governo. Ainda nem sequer conhecemos todos os deputados (faltam os resultados da diáspora) e Cavaco já convida o seu primeiro-ministro a formar Governo.
Cavaco tem desprestigiado o cargo que ocupa e a República que o elegeu de todas as maneiras e feitios, mas isto ultrapassa todos os limites, assemelha-se a um golpe de estado formal, até porque a maioria da Assembleia é de esquerda, não é do PSD e do CDS. De vergonha em vergonha, até nada mais restar do que um buraco de podridão no Palácio de Belém. Provavelmente o principal culpado do estado a que chegou o país. A democracia não funciona por convite, mas sim pelo voto, e a esquerda neste momento tem a maioria no parlamento.

3 comentários

  • Sem imagem de perfil

    MRosa 07.10.2015

    E porque é que se pediu/exigiu a Passos Coelho que encontrasse um consenso para formar um governo estável, não convidou/pediu/exigiu a António Costa que fizesse/tentasse o mesmo?
    Pois é! Este Cavaquinho tem que se lhe diga... Quem não o conhecer que o compre!
    Felizmente já falta pouco para nos vermos livres deste personagem!
  • Sem imagem de perfil

    Carlos 11.10.2015

    Por uma razão muito simples, não foi o PS que ganhou as eleições.O personagem , como você o apelida , foi eleito duas vezes à primeira,o que nas presidencias quer dizer que obteve mais de 50% dos votos, coisa pouca para os que se acham donos da democracia e da concepção divina que só eles é que representam o eleitorado.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    «As circunstâncias são o dilema sempre novo, ante o qual temos de nos decidir. Mas quem decide é o nosso carácter.»
    - Ortega y Gasset

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    No twitter

    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2014
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2013
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2012
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D