Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

365 forte

Sem antídoto conhecido.

Sem antídoto conhecido.

03
Jun14

Gravitas

CRG

A palavra não é um mero instrumento discursivo, uma ferramenta cujos respectivos sinónimos são equivalentes. Cada palavra transporta em si mesmo uma carga emocional, ideológica, histórica que transcendem o seu significado literal.

 

Van Morrison fazia questão de desconstruir: cantava em loop gloves loves loves gloves gloves loves gloves, triturava, mastigava como o Bexiguinha, as palavras até perderem todo o seu sentido, todo o seu poder, restando o som, a fonética, um simples mantra.

 

O mesmo acontece com personagens históricas. Em 2012, a Mercedes-Benz usou a imagem de "Che" Guevara para tentar vender carros de luxo. Por cá a Câmara Municipal de Santa Comba Dão procurou rentabilizar a marca "Salazar". E numa discussão é quase impossível não se encontrar comparações a Hitler.

 

O uso excessivo destes "símbolos" vai pouco a pouco erodindo a sua importância (porventura este terá sido o fundamento para a blasfémia), tornando-se simples caricatura, sem peso, sem gravitas.

 

4 comentários

  • Imagem de perfil

    CRG 03.06.2014

    Como escreveu Pynchon:

    "if nobody else original comes along, they’re bound to run out of arrangements some day. What then?’ What indeed. This sort of arranging and rearranging was Decadence, but the exhaustion of all possible permutations and combinations was death”
  • Sem imagem de perfil

    Joe Strummer 03.06.2014


    ...e obrigado por evocares "Madame George". uma pérola.
  • Imagem de perfil

    CRG 03.06.2014

    todo o álbum.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    «As circunstâncias são o dilema sempre novo, ante o qual temos de nos decidir. Mas quem decide é o nosso carácter.»
    - Ortega y Gasset

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    No twitter

    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2014
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2013
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2012
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D