Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

365 forte

Sem antídoto conhecido.

Sem antídoto conhecido.

17
Nov14

Government House Utilitarianism

CRG

Segundo o Diário de Noticias o Director do SEF admite ter agilizado processos uma vez que "tinha instruções políticas para tudo fazer para dinamizar os vistos gold".

 

O poder político mercantilizou a concessão de vistos e da nacionalidade com vista a obter "investimento" estrangeiro e dinamizar o mercado imobiliário. Por outras palavras, os "vistos gold" correspondem à institucionalização da flexibilização das regras a troco de uns milhares de euros.

 

Deste modo, com que legitimidade se pode punir quem diligenciou no sentido de dinamizar os vistos gold, mesmo que eventualmente em proveito próprio?

 

A hipocrisia das altas instituições políticas - os que consideram correcto "vender" a nacionalidade* são os mesmos que se pavoneiam com a bandeira nacional na lapela - redunda num “Government House utilitarianism", termo cunhado por Bernard Williams, que consiste numa filosofia moral segundo a qual apenas as elites possuem a liberdade para criar excepções às regras comuns, a bem do país, pois claro.

 

* Adenda: A concessão da nacionalidade não é automática, sendo necessário o preenchimento dos demais requisitos. O visto gold, porém, facilita em grande medida tal concessão. Obrigado ao @magalhães81 pelo alerta.

3 comentários

  • Imagem de perfil

    CRG 18.11.2014

    O meu ponto é precisamente a questão da desigualdade e como a excepção criada é de elites para elites; e de que modo se pode censurar a criação de novas excepções ad hoc sem redundar numa hipocrisia.
  • Sem imagem de perfil

    Joe Strummer 18.11.2014


    Não estava a refutar o teu texto mas mais o sentido da adenda q embora seja uma informação complementar ao texto é utilizado como argumento por parte dos defensores dos vistos gold.

    No fundo as coisas são claras este é o programa da direita desde sempre. O argumentario e a retorica vão mudando atraves dos tempos mas o objectivo foi sempre a desigualdade e o desequilibrio social, que se consegue, não esquecer, atraves do controle das fontes de poder.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    «As circunstâncias são o dilema sempre novo, ante o qual temos de nos decidir. Mas quem decide é o nosso carácter.»
    - Ortega y Gasset

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    No twitter

    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2014
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2013
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2012
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D