Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

365 forte

Sem antídoto conhecido.

Sem antídoto conhecido.

23
Abr15

25 de Abril

CRG

Nasci em liberdade, vivi sempre em liberdade. Durante anos julguei que seria desrespeitoso, de uma audácia sem igual, falar desta data, do seu significado e do que representa. Tal estaria reservado para quem sofreu os efeitos do Estado Novo -  repressão, pobreza, a humilhação diária da consciência individual - pois por muito que tentasse nunca conseguiria imaginar o que seria viver nesse Portugal, o da noite e do silêncio.

 

No entanto, Pynchon fez com que a minha opinião mudasse: "um ano e um lugar não precisam de incluir a nossa presença física para que exista um sentimento de pertença".  Este é o poder da história. Por isso agora digo que o 25 de Abril também é meu. E será dos meus filhos, netos, bisnetos...sempre.

20
Abr15

Visto e revisto

CRG

"In this world, shipmates, sin that pays its way can travel freely, and without passport; whereas Virtue, if a pauper, is stopped at all frontiers."

- Herman Melville

 

Enquanto que Espanha, Portugal, Grécia e Chipre "oferecem" visas a estrangeiros que invistam no mercado imobiliário, a Amnistia Internacional acusa os "os países europeus de se assemelharem a uma "fortaleza" para se proteger dos refugiados sírios, que apenas estão a receber "em números lamentavelmente baixos."

 

 

17
Abr15

O sketch do Papagaio

CRG

"Is it possible, I wonder, to study a bird so closely, to observe and catalogue its peculiarities in such minute detail, that it becomes invisible? Is it possible that while fastidiously calibrating the span of its wings or the length of its tarsus, we somehow lose sight of its poetry? That in our pedestrian descriptions of a marbled or vermiculated plumage we forfeit a glimpse of living canvases, cascades of carefully toned browns and golds that would shame Kandinsky, misty explosions of color to rival Monet? I believe that we do. I believe that in approaching our subject with the sensibilities of statisticians and dissectionists, we distance ourselves increasingly from the marvelous and spell binding planet of imagination whose gravity drew us to our studies in the first place.

This is not to say that we should cease to establish facts and to verify our information, but merely to suggest that unless those facts can be imbued with the flash of poetic insight then they remain dull gems; semi-precious stones scarcely worth the collecting."

"Watchmen", Alan Moore

 

Lembrei-me desta passagem ao ouvir no debate quinzenal Passos Coelho recusar-se a comentar a reportagem da TVI sobre o caos nas urgências hospitalares, pois, segundo ele, isso seria baixar o nível do parlamento.

 

Os cidadãos, tal como o pássaro do texto, tornaram-se invisíveis aos olhos do Primeiro-Ministro. Na sua obsessão por um país melhor, munido de cofres cheios,  distanciou-se dos portugueses que estão piores, um mero efeito colateral, indiferente aos desígnios da nação. Esta separação artificial, platónica até, entre país e cidadãos denota a inversão da eloquente definição de Lincoln do que deveria ser um governo, nada de novo portanto.

«As circunstâncias são o dilema sempre novo, ante o qual temos de nos decidir. Mas quem decide é o nosso carácter.»
- Ortega y Gasset

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

No twitter

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D