Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

365 forte

Sem antídoto conhecido.

Sem antídoto conhecido.

24
Jan15

"Politiquice", disse ele

mariana pessoa

O spin governamental está a fazer o seu trabalho e está a querer passar a mensagem de que a única razão pela qual Portugal poderá beneficiar do quantitative easing do BCE é porque terão (teremos?) défice abaixo dos 3%. 

 

Ver elementos deste governo - eleito como foi - a chamar à colação "politiquice" tem o seu quê de exótico, para dizer o mínimo. Mas de qualquer modo, cá vai:

 

unnamed.png

Facebook João Galamba, 23.01.2015

 

23
Jan15

O mastro mais alto do barco

Teresa

Era desta forma que um meu professor, na primeira aula da cadeira, descrevia o Direito de Família. Se a sociedade era o mar e o Direito Civil um barco o mastro mais alto era o que primeiro indicava qualquer alteração nas águas e a ela se adaptava de imediato baloiçando de acordo com a ondulação.

Senhor Professor Doutor, informo-o, lá onde estiver, que agora não é assim. As águas baloiçam, os mares mudaram, mas os nossos homens das leis insistem em manter o mastro mais alto firme e hirto como uma barra de ferro, dizem eles que para o salvar, digo eu que assim vai partir não tarda. Leis da física, entendem? 

Ontem o Parlamento voltou a rejeitar a possibilidade de adopção e apadrinhamento civil por casais do mesmo sexo. Parece que estão cheios de boas intenções, querem defender uns direitos quaisquer das crianças e uma noção qualquer de família e estão convencidos, para além de que têm razão, que as tais águas onde navegamos estão serenas e não sentem qualquer alteração. Não percebem que o medo os paralisou e à força de não se mexerem ficaram atolados no lodo e o barco, o nosso, há muito que já navega por longe, noutras águas, já conseguiu cruzar o Cabo Bojador e até já lhe mudou o nome para Boa Esperança.
 
Senhores deputados do não, venham comigo até às águas onde nós, que não os senhores, navegamos, gostava de vos mostrar como é a vida cá fora, onde o mostrengo e os ventos do medo e dos preconceitos já não prendem os pés de ninguém. Vou deixar-vos espreitar o meu mundo, o da Teresa que assina o post lá em cima, porque o meu mundo é deste mundo e devia ser do vosso mundo também.
 
Comecem por conhecer minha avó, a beirã que cresceu embalada no conforto dos teares da fábrica do pai, que já tinha sido do avô, que já tinha sido do bisavô. Tradicionalista, católica, conservadora, que nunca se afastou um milímetro das suas convicções mas que sabia, acima de tudo, o que era uma família, o que era afecto, o que era amor, que via o mastro maior a mexer e baloiçava com ele, e que me amou perdidamente e às minhas filhas mesmo vivendo eu no pecado mortal de nunca me ter casado, mas isso era lá com deus e ela era só uma avó, que entendeu quando as mesas de Natal apareciam com menos um lugar porque um amor tinha acabado e o divórcio tinha sido o mais correcto, que aceitou sem olhares de lado o homem por quem um dos netos se apaixonou e casou porque percebeu isso mesmo, que estavam apaixonados e, mesmo dizendo que esse já não era o tempo dela, o reconheceu como digno, era outra família mas uma família também. 
 
Venham até a uma pequena aldeia do interior algarvio onde as minha filhas, há mais tempo do que aquele em que alguns de vocês sentam o rabo nessas cadeiras que também são nossas, andaram na escola e onde o A., com 9 ou 10 anos, me foi apontado pelos amigos como o menino mais corajoso de todos, o menino que não respondeu à professora que queria ser médico, ou carpinteiro, ou nadador salvador, o menino que se levantou e disse que queria ser menina. O menino mais popular e querido da escola por isso mesmo, por os outros meninos respeitarem e admirarem a coragem dele.
 
Venham comigo ao princípio deste século XXI e assistam ao baptizado das minhas filhas que a minha mãe, pilar da sociedade, exemplo a seguir, católica militante, filha da minha avó, fez questão de organizar e a que, por amor a ela, somos uma família, percebem?,  não me opus porque água na cabeça pode constipar mas não tira bocado e vejam o padrinho de uma delas, uma bichona brasileira maluca, um dia pen friend lá ao longe de uma de nós e quase logo a seguir membro honoris causa da enorme família, tradicional como gostam, vejam-no a subir a nave da igreja matriz, monumento nacional, lugar importante e digno, espectador há séculos da vida de tantas famílias, até daquelas que agora os senhores representam, levando ao colo a minha bébé Down com o seu longo vestido branco bordado a contrastar divinalmente com o fato vermelho brilhante do padrinho,  DKNY sêu padre, gostá?, e as gargalhadas do senhor prior e o sorriso enternecedor de toda a gente. É padrinho católico, ainda bem, não foram feitas perguntas apesar da evidência entrar pelos olhos dentro em tons de vermelho vivo, padrinho civil não pode ser porque agora é casado e os senhores, que deviam ser menos papistas que o papa, não deixam.
 
Venham à minha rua, à rua para onde voltei, à escola das minhas filhas, aos cafés desta cidade pequenina, vulgar, chata. Venham ver como as filhas da F. e da C. são felizes, como não são apedrejadas nos jardins, como são iguais a todas as outras da creche, venham à escola secundária ver os namoros nos mesmos cantos onde também já namorei mas sem que agora a miudagem pare para reparar se é menino ou menina, apesar de repararem, e reclamarem, por outros, quase tão tontos como vocês, lhes terem bloqueado na escola o acesso ao site da Amnistia Internacional por causa de um encontro LGBT.
 
Venham conhecer o antigo director da escola básica, o fabuloso C, cheio de penas e plumas, qual Ney Matogrosso de província, mas respeitado por pais, colegas, funcionários e adorado pelos miúdos.
 
Venham passar o Natal com a minha outra família, a escolhida, onde há irmãos que são irmãos sem o serem, onde nenhum casal tem filhos em comum mas conta os do outro como próprios, onde há ex maridos com as novas mulheres e ex mulheres com os novos maridos e crianças aos pulos e felizes por terem a família junta e onde a M e a P são o casal mais antigo, o sobrevivente às ondas do mar, avós de coração da miudagem toda.
 
Senhores deputados do não, as águas já mexeram há muito, o mastro mais alto do barco abana que se farta e o Direito de Família devia abanar com ele antes que deixe de ser Direito e, muito menos, da família.
 
Em 2007 a minha filha mais nova tinha 10 anos e pouco antes do referendo sobre o aborto telefonou à avó. Explicou-lhe que tinha 10 anos, não a deixavam votar, mas o que ia ser decidido poucos dias depois ia ser muito mais sobre a futura vida dela do que sobre a vida futura ou actual da avó portanto, se não se importasse muito, minha filha é educada senhores deputados, depois disto tudo é-vos estranho, não é?, a avó podia, em sua representação, fazer a cruzinha no quadrado do sim?
 
Senhores deputados do não, o vosso voto também não mexe com a vossa vida mas com a vida de miúdos, talvez de 10 anos, a quem também não deixam votar apesar de serem os principais interessados e que, talvez, não tenham avós para votarem por eles. Nem pais, nem mães, nem provavelmente  ninguém, mas a quem os senhores deputados, com receio de enjoarem com o balanço do barco e fazerem má figura a vomitar na amurada ou serem, medinho, muito, compreendo-vos, atirados borda fora,  se recusam a dar a possibilidade de virem a ter uma família. Será que é preciso dar-lhes o vosso número de telefone para vos poderem fazer o pedido simples que a minha filha fez à avó? 
- Votem por nós, pensem em nós, deixem-nos ter uma família, diferente de todas as outras porque as famílias são todas diferentes, igual a todas as outras porque as famílias são todas iguais, sintam o balanço do mar e olhem para o mastro mais alto do barco sem medo, nós agradecemos.
 
Eu também. 
23
Jan15

Responsabilização Parlamentar (VI.II)

David Crisóstomo

(Este post é uma continuação deste aqui. Dada a limitação de caracteres nos blogues do Sapo, não foi possivel deixar tudo num só post. Aqui deixo os nomes dos deputados que votaram contra os diplomas que legalizariam a adoção por casais do mesmo sexo, assim como os deputados que faltaram às votações de ontem) 

 

Os deputados que votaram contra os projetos de lei:

  • Da bancada parlamentar do PSD

    • Adão Silva - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Adelaide Canastro- não era deputada aquando das votações da adoção por casais do mesmo sexo e da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 nem aquando da votação na especialidade em 2014

    • Afonso Oliveira - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Amadeu Soares Albergaria - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Ana Sofia Bettencourt - (votou contra no 1º projeto do BE e no projeto do PEV) votou contra a adoção por casais do mesmo sexo em 2013, absteve-se na votação da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e tinha o mandato suspenso aquando da votação na especialidade em 2014

    • André Pardal - não era deputado aquando das votações da adoção por casais do mesmo sexo e da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Andreia Neto - faltou às votações da adoção por casais do mesmo sexo e da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Ângela Guerra - votou a favor da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou a favor da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

    • António Prôa - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • António Rodrigues - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Arménio Santos - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Bruno Coimbra - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Bruno Inácio - não era deputado aquando das votações da adoção por casais do mesmo sexo e da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 nem aquando da votação na especialidade em 2014

    • Bruno Vitorino - faltou às votações da adoção por casais do mesmo sexo e da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Carina Oliveira - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Carla Rodrigues - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Carlos Abreu Amorim - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Carlos Alberto Gonçalves - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Carlos Costa Neves - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Carlos Páscoa Gonçalves - faltou às votações da adoção por casais do mesmo sexo e da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Carlos Peixoto - faltou às votações da adoção por casais do mesmo sexo e da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Carlos Santos Silva - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Carlos São Martinho - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Clara Marques Mendes - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Conceição Bessa Ruão - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Correia de Jesus - faltou às votações da adoção por casais do mesmo sexo e da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Couto dos Santos - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Cristóvão Crespo - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Duarte Marques - absteve-se na votação da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, absteve-se na votação da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Duarte Pacheco - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Eduardo Teixeira - faltou às votações da adoção por casais do mesmo sexo e da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Elsa Cordeiro - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Emília Santos - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Feliciano Barreiras Duarte - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Fernando Marques - faltou às votações da adoção por casais do mesmo sexo e da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Fernando Negrão - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Fernando Virgílio Macedo - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Francisco Gomes - não era deputado aquando das votações da adoção por casais do mesmo sexo e da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 nem aquando da votação na especialidade em 2014

    • Gabriel Côrte-Real Goucha - (votou contra apenas no 1º projeto do BE) votou a favor da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou a favor da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

    • Graça Mota - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Guilherme Silva - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Hugo Soares - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Hugo Velosa - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Isilda Aguincha - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • João Figueiredo - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • João Lobo - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Joaquim Ponte - faltou às votações da adoção por casais do mesmo sexo e da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Jorge Paulo Oliveira - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • José de Matos Correia - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • José de Matos Rosa - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • José Manuel Canavarro - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Laura Esperança - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Lídia Bulcão - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Luís Leite Ramos - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Luís Montenegro - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Luís Pedro Pimentel - faltou às votações da adoção por casais do mesmo sexo e da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Luís Vales - faltou às votações da adoção por casais do mesmo sexo e da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Margarida Almeida - faltou às votações da adoção por casais do mesmo sexo e da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Maria Conceição Pereira - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Maria da Conceição Caldeira - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou a favor da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e absteve-se na votação na especialidade em 2014

    • Maria Mercês Borges - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Maria Ester Vargas - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Maria João Ávila - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Maria José Moreno - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Maria Manuela Tender - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Mário Magalhães - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Mário Simões - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Maurício Marques - faltou às votações da adoção por casais do mesmo sexo e da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Miguel Macedo - tinha o mandato suspenso aquando das votações da adoção por casais do mesmo sexo e das votações na generalidade e na especialidade da coadoção por casais do mesmo sexo (por ser Ministro da Admnistração Interna)

    • Miguel Santos - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Mota Amaral - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Nilza de Sena - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Nuno Encarnação - votou a favor da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou a favor da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

    • Nuno Matias - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Nuno Reis - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Nuno Sá Costa - não era deputado aquando das votações da adoção por casais do mesmo sexo e da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Nuno Serra - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Paula Gonçalves - não era deputada aquando das votações da adoção por casais do mesmo sexo e da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 nem aquando da votação na especialidade em 2014

    • Paulo Cavaleiro - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Paulo Mota Pinto - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e faltou à votação na especialidade em 2014

    • Paulo Rios de Oliveira - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Paulo Simões Ribeiro - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Pedro Alves - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Pedro do Ó Ramos - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Pedro Lynce - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Pedro Pimpão - faltou às votações da adoção por casais do mesmo sexo e da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Pedro Roque - não era deputado aquando das votações da adoção por casais do mesmo sexo e da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Pedro Saraiva - (votou contra apenas no 1º projeto do BE) tinha o mandato suspenso aquando das votações da adoção por casais do mesmo sexo e das votações na generalidade e na especialidade da coadoção por casais do mesmo sexo

    • Ricardo Baptista Leite - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Ricardo Santos - não era deputado aquando das votações da adoção por casais do mesmo sexo e da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 nem aquando da votação na especialidade em 2014

    • Rosa Arezes - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Teresa Costa Santos - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Ulisses Pereira - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Valter Ribeiro - não era deputado aquando das votações da adoção por casais do mesmo sexo e da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Vasco Cunha - (absteve-se na votação do 1º projeto do BE) votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

  • Da bancada parlamentar do CDS-PP

    • Abel Baptista - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Altino Bessa - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e tinha o mandato suspenso na votação da especialidade em 2014

    • Artur Rêgo - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Cecília Meireles - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Filipe Lobo d'Ávila - tinha o mandato suspenso aquando das votações da adoção por casais do mesmo sexo e da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Hélder Amaral - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Inês Teutónio Pereira - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Isabel Galriça Neto - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • João Gonçalves Pereira - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • João Paulo Viegas - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • João Rebelo - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, absteve-se na votação da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e faltou à votação na especialidade em 2014

    • José Lino Ramos - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • José Ribeiro e Castro - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Manuel Isaac - faltou às votações da adoção por casais do mesmo sexo e da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Michael Seufert - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, absteve-se na votação da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Nuno Magalhães - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Paulo Almeida - não era deputado aquando das votações da adoção por casais do mesmo sexo e da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Pedro Morais Soares - não era deputado aquando das votações da adoção por casais do mesmo sexo e da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Raúl de Almeida - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Rui Barreto - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Telmo Correia - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Teresa Anjinho - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Teresa Caeiro - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, absteve-se na votação da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Vera Rodrigues- não era deputada aquando das votações da adoção por casais do mesmo sexo e da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

  • Da bancada parlamentar do PS

    • António Cardoso - não era deputado aquando das votações da adoção por casais do mesmo sexo e da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

    • António Braga - votou contra a adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e faltou à votação na especialidade em 2014

    • João Portugal - votou contra a adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e absteve-se na votação na especialidade em 2014

 

 Faltaram às votações os seguintes deputados:

  • Da bancada parlamentar do PSD

    • Mónica Ferro - votou a favor da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou a favor da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

    • Pedro Pinto - votou a favor da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou a favor da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

  • Da bancada parlamentar do PS

    • Isabel Santos - votou a favor da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou a favor da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

    • Jorge Rodrigues Pereira - não era deputado aquando das votações da adoção por casais do mesmo sexo e da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

    • Maria de Belém Roseira - faltou à votação da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, faltou à votação da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e faltou à votação na especialidade em 2014

    • Mota Andrade - faltou à votação da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, faltou à votação da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

    • Nuno Sá - votou a favor da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou a favor da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

  • Da bancada parlamentar do BE:

    • Catarina Martins - votou a favor da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou a favor da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

    • João Semedo - votou a favor da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou a favor da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

 

Como já se sabe, os quatro projetos foram chumbados. Continuamos isto. Seria de esperar que Março passado tivesse sido a última vez que tivéssemos que assistir a esta deprimência. 19 países já permitem esta faculdade legal que deveria ser óbvia para qualquer pessoa que saiba ler a Convenção Europeia dos Direitos Humanos. A Áustria foi recentemente forçada a alterar a sua legislação para acabar com esta discriminação odiosa que o parlamento português optou mais uma vez por confirmar. Mais um ano, mais uma vergonha. Felizmente, 2015 será o último ano em que muitos destes palonços ultramontanos, utilizando a caracterização do Sérgio Sousa Pinto, terão assento na câmara parlamentar nacional do nosso país. Felizmente, para o ano, os representantes eleitos serão outros, outros que, espero eu, percebam duma vez por todas o quão vergonhoso é ainda existir este impedimento no quadro legal português. 

 

 

Adenda: A sublinhado estão os deputados cujo padrão de votação francamente não compreendo.

 

23
Jan15

Passos confunde não apenas os portugueses mas também a CNBC

Nuno Oliveira

Passos diz que houve alguma confusão. Convenhamos que a confusão dos portugueses é partilhada pela CNBC que também interpretou a posição do Primeiro-Ministro como contrária à decisão ontem anunciada pelo BCE.

A falácia é particularmente denunciada pelo facto de, numa medida tão significativa, o Governo não ter sentido necessidade de enviar uma nota explicativa em que explicitasse melhor a posição que alega agora ter defendido.

O Primeiro-Ministro dá uma entrevista a um órgão de televisão internacional especializado na área financeira e não sente necessidade de esclarecer que foi mal interpretado.

Fica naturalmente a dúvida se o Primeiro-Ministro é, de facto, tão pouco cuidado na defesa do que no seu entendimento é o interesse nacional. Ou se nos toma por tolos.

CNBC - ECB buying bons and other assets is somethi

 

22
Jan15

De Espanha, bons ventos e bons casamentos

Luis Borrega Toscano

ng3870559.jpg

Enquanto aqui no burgo foi há pouco chumbada, entre outras, a proposta de adopção por casais do mesmo sexo no parlamento, em Espanha o rei Filipe VI concordou ser capa da revista gay RAGAP.

Tornou-se o primeiro chefe de Estado de Espanha a ser capa de uma publicação da comunidade LGBT.

Esta atitude progressista da monarquia espanhola está a ter aliás grande impacto em todo o Mundo.

A abertura da monarquia de "nuestros hermanos" levou mesmo alguns meios internacionais a considerar Filipe VI como novo ícone gay.

A mudança geracional da Casa Real traz novos ventos à Zarzuela.

E devia corar de vergonha homens e mulheres que foram hoje contra um dos mais básicos direitos de uma criança, impedindo de oferecer-lhes a possibilidade de uma parentalidade positiva.

A homofobia continua a nublar a visão de muita gente.

Mas as nuvens negras vão-se afastando aos poucos e o sombrio do ontem dará lugar ao amanhã luminoso.

 

 

22
Jan15

Responsabilização Parlamentar (VI.I)

David Crisóstomo

 

O plenário Assembleia da República Portuguesa realizou há minutos a votação na generalidade de quatro projetos de lei que versavam sobre o fim da discriminação no acesso à adoção, ao apadrinhamento civil e a à procriação medicamente assistida. 

  • Projeto de Lei n.º 655/XII/4.ª (BE) - Altera o Código do Registo Civil, tendo em conta a procriação medicamente assistida, a adoção e o apadrinhamento civil por casais do mesmo sexo; 

 

Estiveram presentes 220 deputaos, 105 do grupo parlamentar do PSD, 69 do grupo parlamentar do PS, 24 do grupo parlamentar do CDS-PP, 14 do grupo parlamentar do PCP, 6 do grupo parlamentar do BE e 2 do grupo parlamentar do PEV. Estiveram portanto ausentes da votação 2 deputados do PSD, 5 do PS e 2 do BE. Como é usual, a presidente da Assembleia da República não participou na votação.

primeiro projeto de lei da autoria dos deputados do Bloco de Esquerda, que acabaria com a discriminação no procriação medicamente assistida, a adoção e o apadrinhamento civil por casais do mesmo sexo, foi rejeitado com 120 votos contra, 10 abstenções e 90 votos a favor.

 

Abstiveram-se os seguintes deputados:

  • Da bancada parlamentar do PSD

    • João Prata - absteve-se na votação da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, absteve-se na votação da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Ângela Guerra - votou a favor da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou a favor da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

    • Maria José Castelo Branco - absteve-se na votação da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou a favor da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e absteve-se na votação na especialidade em 2014

    • Vasco Cunha - votou contra a adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Odete Silva - absteve-se na votação da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou a favor da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

    • Maria Paula Cardoso - votou a favor da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou a favor da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

  • Da bancada parlamentar do PS

    • Renato Sampaio - absteve-se na votação da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou a favor da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

    • Miguel Laranjeiro - votou contra a adoção por casais do mesmo sexo em 2013, absteve-se na votação da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

    • Isabel Oneto - faltou à votação da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, faltou à votação da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e absteve-se na votação na especialidade em 2014

    • José Junqueiro - votou contra a adoção por casais do mesmo sexo em 2013, absteve-se na votação da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

 

Votaram a favor os restantes deputados das bancadas do BE, do PCP, do PEV, do PS e do PSD, nomeadamente os deputados:

  • Sérgio Azevedo - votou a favor da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou a favor da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

  • Simão Ribeiro - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

  • Joana Barata Lopes - votou a favor da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou a favor da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

  • Francisca Almeida - votou a favor da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou a favor da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

  • Cristóvão Norte - votou a favor da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou a favor da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

  • Teresa Leal Coelho - votou a favor da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou a favor da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

 

segundo projeto de lei do Bloco de Esquerda, que eliminaria a impossibilidade da adoção por casais do mesmo sexo, foi rejeitado com 119 votos contra, 12 abstenções e 89 votos a favor.

  

Abstiveram-se os seguintes deputados:

  • Da bancada parlamentar do PSD

    • João Prata - absteve-se na votação da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, absteve-se na votação da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Ana Sofia Bettencourt - votou contra a adoção por casais do mesmo sexo em 2013, absteve-se na votação da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e tinha o mandato suspenso aquando da votação na especialidade em 2014

    • Maria José Castelo Branco - absteve-se na votação da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou a favor da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e absteve-se na votação na especialidade em 2014

    • Pedro Saraiva - tinha o mandato suspenso aquando das votações da adoção por casais do mesmo sexo e das votações na generalidade e na especialidade da coadoção por casais do mesmo sexo

    • Odete Silva - absteve-se na votação da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou a favor da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

    • Maria Paula Cardoso - votou a favor da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou a favor da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

    • Teresa Leal Coelho - votou a favor da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou a favor da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

    • Joana Barata Lopes - votou a favor da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou a favor da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

  • Da bancada parlamentar do PS

    • Renato Sampaio -  absteve-se na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou a favor da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

    • Miguel Laranjeiro - votou contra a adoção por casais do mesmo sexo em 2013, absteve-se na votação da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

    • Isabel Oneto - faltou à votação da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, faltou à votação da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e absteve-se na votação na especialidade em 2014

    • José Junqueiro - votou contra a adoção por casais do mesmo sexo em 2013, absteve-se na votação da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

  

Votaram a favor os restantes deputados das bancadas do BE, do PCP, do PEV, do PS e do PSD, nomeadamente os deputados:

  • Sérgio Azevedo - votou a favor da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou a favor da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

  • Simão Ribeiro - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

  • Gabriel Côrte-Real Goucha - votou a favor da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou a favor da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

  • Francisca Almeida - votou a favor da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou a favor da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

  • Cristóvão Norte - votou a favor da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou a favor da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

 

 

O projeto de lei dos deputados do Partido Socialista foi rejeitado com 119 votos contra, 10 abstenções e 91 a favor.

 

Abstiveram-se os seguintes deputados:

  • Da bancada parlamentar do PSD

    • João Prata - absteve-se na votação da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, absteve-se na votação da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Ana Sofia Bettencourt - votou contra a adoção por casais do mesmo sexo em 2013, absteve-se na votação da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e tinha o mandato suspenso aquando da votação na especialidade em 2014

    • Maria José Castelo Branco - absteve-se na votação da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou a favor da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e absteve-se na votação na especialidade em 2014

    • Pedro Saraiva - tinha o mandato suspenso aquando das votações da adoção por casais do mesmo sexo e das votações na generalidade e na especialidade da coadoção por casais do mesmo sexo

    • Odete Silva - absteve-se na votação da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou a favor da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

    • Maria Paula Cardoso - votou a favor da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou a favor da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

  • Da bancada parlamentar do PS

    • Renato Sampaio - absteve-se na votação adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou a favor da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

    • Miguel Laranjeiro - votou contra a adoção por casais do mesmo sexo em 2013, absteve-se na votação da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

    • Isabel Oneto - faltou à votação da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, faltou à votação da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e absteve-se na votação na especialidade em 2014

    • José Junqueiro - votou contra a adoção por casais do mesmo sexo em 2013, absteve-se na votação da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

 

Votaram a favor os restantes deputados das bancadas do BE, do PCP, do PEV, do PS e do PSD, nomeadamente os deputados:

  • Sérgio Azevedo - votou a favor da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou a favor da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

  • Simão Ribeiro - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

  • Gabriel Côrte-Real Goucha - votou a favor da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou a favor da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

  • Francisca Almeida - votou a favor da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou a favor da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

  • Cristóvão Norte - votou a favor da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou a favor da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

  • Teresa Leal Coelho - votou a favor da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou a favor da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

  • Joana Barata Lopes - votou a favor da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou a favor da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

 

projeto de lei dos deputados do PEV foi rejeitado com 120 votos contra, 9 abstenções e 91 votos a favor.

 

Abstiveram-se os seguintes deputados:

  • Da bancada parlamentar do PSD

    • João Prata - absteve-se na votação da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, absteve-se na votação da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

    • Maria José Castelo Branco - absteve-se na votação da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou a favor da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e absteve-se na votação na especialidade em 2014

    • Pedro Saraiva - tinha o mandato suspenso aquando das votações da adoção por casais do mesmo sexo e das votações na generalidade e na especialidade da coadoção por casais do mesmo sexo

    • Odete Silva - absteve-se na votação da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou a favor da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

    • Maria Paula Cardoso - votou a favor da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou a favor da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

  • Da bancada parlamentar do PS

    • Renato Sampaio - absteve-se na votação da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou a favor da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

    • Miguel Laranjeiro - votou contra a adoção por casais do mesmo sexo em 2013, absteve-se na votação da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

    • Isabel Oneto - faltou à votação da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, faltou à votação da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e absteve-se na votação na especialidade em 2014

    • José Junqueiro - votou contra a adoção por casais do mesmo sexo em 2013, absteve-se na votação da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

 

Votaram a favor os restantes deputados das bancadas do BE, do PCP, do PEV, do PS e do PSD, nomeadamente os deputados:

  • Sérgio Azevedo - votou a favor da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou a favor da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

  • Simão Ribeiro - votou contra na adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou contra a coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou contra na especialidade em 2014

  • Gabriel Côrte-Real Goucha - votou a favor da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou a favor da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

  • Francisca Almeida - votou a favor da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou a favor da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

  • Cristóvão Norte - votou a favor da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou a favor da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

  • Teresa Leal Coelho - votou a favor da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou a favor da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

  • Joana Barata Lopes - votou a favor da adoção por casais do mesmo sexo em 2013, votou a favor da coadoção por casais do mesmo sexo na generalidade em 2013 e votou a favor na especialidade em 2014

 

 

Dada a limitação de caracteres do Sapo, fui obrigado a fazer um segundo post para incluir os nomes dos deputados que votaram contra e que faltaram à votação. Aqui está ele.

 

Adenda: A sublinhado estão os deputados cujo padrão de votação francamente não compreendo.

 

22
Jan15

Crimes há muitos, seus palermas.

Teresa
 

Se um funcionário, um qualquer funcionário, passar informações sobre processos em segredo de justiça em troca de, sei lá, a promessa de um café, no fim de ano, no Brasil, ou até mesmo de uma caixita de robalos, estamos perante uma violaçãozinha do segredo de justiça, dois anos de cadeia no máximo ou seja coisa nenhuma, um crimezeco tão menor que pelos vistos preocupa pouco quem se costuma preocupar tanto com outras coisas ou isso não poderá ser um crime de corrupção, crime nobre, crime que põe procuradores e juízes aos saltos? Eu costumo baralhar-me mas vejam lá se o que acabei de descrever não se parece muito, mas muito, com isto: 


Respondam-me sem se rirem, as informações dos processos que são passadas cá para fora não são, de alguma forma, pagas? E o pagamento, vejam ali em cima se fazem favor, pode até não ser patrimonial, umas portas abertas quando for preciso pode ser pagamento qb. Querem portanto que eu acredite que o funcionário que sopra primeiras páginas de jornais para linxamentos na praça pública o faz só porque não tem tento na língua?  

Deixemo-nos de brincar às casinhas, o que nos últimos anos tem vindo a acontecer já não é só a violação reiterada do segredo de justiça, é um indício, grande, de corrupção na justiça, porque essa paranóia de que todos os políticos são potencialmentes corruptos e todos os agentes de justiça potencialmente uns santos dá jeito a muita gente mas eu sou niquenta e não como tudo o que me querem fazer engolir. 

Talvez, sei lá eu, fosse de investigar isto a sério, com escutas telefónicas e tudo, assim como se faz com os outros todos, os corruptos, porque isto parece-me coisa grave e até organizada e associações criminosas não são só as que se dedicam ao tráfico de cocaína no meio de caixas de bananas. 
«As circunstâncias são o dilema sempre novo, ante o qual temos de nos decidir. Mas quem decide é o nosso carácter.»
- Ortega y Gasset

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

No twitter

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D