Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

365 forte

Sem antídoto conhecido.

Sem antídoto conhecido.

21
Jul14

Você escolhe em quem vota

David Crisóstomo

 

07/06 - "Leio, indignado, as sondagens do Expresso e do jornal i que dão uma queda brutal ao PS. Este é o resultado da irresponsabilidade do António Costa. Os danos provocados ao PS devido à sua ambição pessoal! Um PS em queda, depois de termos ganho as eleições europeias e do Governo ter chumbado pela terceira vez no Tribunal Constitucional. Lamentável. O PS não merece isto!"

 

28/06 - "Uma coisa é viver no interior outra é olhar para ele a partir das alcatifas vermelhas de Lisboa."

 

06/07 - "Eu sempre assumi o passado do PS, mas não trouxe o passado de volta."

 

07/07 - "(...) precisamos de um Primeiro-Ministro que conheça o país real e não apenas através dos dossiers que chegam aos gabinetes."

 

07/07 - "Há que separar a política dos negócios. E isto não vale só para os outros partidos. Tem também de se aplicar ao PS. A política não pode ser uma porta giratória para o mundo dos negócios."

 

17/07 - "Não estamos aqui por minha responsabilidade. Mas a nossa responsabilidade é encontrar soluções para os problemas que os outros criam, seja no interior do Partido Socialista, seja pelo Governo. Estamos aqui, à altura dos acontecimentos."

 

19/07 - "Não estamos aqui por minha causa. Estamos aqui por Portugal. Precisamos de vós para combater aquilo que certas cortes de Lisboa acham melhor para o País."

 

19/07 - "Esta campanha tem a ver connosco e com o nosso projecto: derrotar a velha política e afirmar a nova política que defendemos."

 

19/07 - "Algo me diz que esta crise interna não é por termos ganho as eleições europeias, mas sim porque poderemos ganhar as legislativas e o poder tornou-se apetecível."

 

20/07 - "Nós não devíamos estar aqui. Nós devíamos estar concentrados a fazer apenas duas coisas: oposição a este governo e prepararmo-nos para governar o país. O PS não merecia isto."

 

ou

 

20/07 - "Eu não direi nada sobre o actual secretário-geral do PS que o diminua se ele no futuro vier a ganhar. Como tenho a esperança que ele tenha sentido de partido para perceber que não deve prosseguir a campanha de ataque pessoal que tem vindo a fazer. Estou aqui para afirmar uma alternativa ao Governo do PSD e CDS. E afirmar qual é a alternativa política que acho mais relevante, que melhor serve os interesses do país e melhor serve o futuro dos portugueses. Quanto à diferenciação entre os dois, confio suficientemente nos eleitores militantes do PS e simpatizantes do PS para destrinçarem as propostas, as pessoas, as opções."

 

 

1 comentário

Comentar post

«As circunstâncias são o dilema sempre novo, ante o qual temos de nos decidir. Mas quem decide é o nosso carácter.»
- Ortega y Gasset

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

No twitter

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D