Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



23
Set

Valeu a pena?

por Nuno Pires

 défice2011-2014

 

Talvez um "boneco" ajude.

É que eu ainda me recordo da promessa de salvação do país pela via da "austeridade expansionista", do corte nas "gorduras do Estado", que seria o suficiente para o país se transformar num oásis livre de dívida e de défice.

Sabíamo-lo ontem, confirmamo-lo hoje: era tudo mentira.

Após 4 anos de sacrifícios e de medidas recessivas, temos um país mais endividado, um PIB mais pequeno e, soube-se hoje, um défice praticamente idêntico àquele que tínhamos em 2011.

Há quem diga que agora Portugal pode mais.
É enviar-lhes o boneco acima e pedir-lhes para fundamentar. Sem se rirem.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


5 comentários

De jpferra a 23.09.2015 às 14:53

E diz o demagogo do jose gomes ferreira, se não fossem estas medidas estava nos 10%.

O "SE" funciona sempre bem em demagogia.

De Jaime Santos a 23.09.2015 às 17:32

Então não pode? O Governo quer cortar 600 milhões por Ano em pensões, não quer? Nao aguenta? Ai aguenta, aguenta! Com a vantagem de o Governo poder sempre dizer que foi quem votou na PaF que não entendeu bem o slogan...

De Joe Strummer a 23.09.2015 às 17:38


Há que reconhecer, no entanto, que o País deu uma volta de 360º.

De Anónimo a 24.09.2015 às 01:02

PAF - PORTUGAL AO FUNDO

De Scourgemx a 25.09.2015 às 11:02

Bela propaganda política ou simples desconhecimento? Ignora que o Novo Banco, que fez aumentar o défice para os 7.2%, é um evento único e que teria acontecido a qualquer Governo de qualquer cor partidária? Ignora que actualmente o défice está em 4.7%? demagogia e pouco mais ....

Comentar post




Sitemeter



Comentários recentes

  • MRocha

    Se está na lei que devem ser públicas, cumpra-se a...

  • Jaime Santos

    Trump, além de mentiroso, é sobretudo um egomaníac...

  • Joe Strummer

    Pois, mas convem não deixar que noutro lado se ins...

  • Anónimo

    E estou eu contratado pelo estado à 16 anos.

  • Daniel Silva

    Sim, a tendencia é sempre a mesma. O aumento salar...







«As circunstâncias são o dilema sempre novo, ante o qual temos de nos decidir. Mas quem decide é o nosso carácter.» Ortega y Gasset