Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



04
Jun

Um "supônhamos"...

por Frederico Francisco
O governo apresenta a demissão alegando que o Tribunal Constitucional o impede de tomar as medidas necessárias e imprescindíveis ao ajustamento da economia portuguesa.

Cavaco Silva faz uma comunicação ao pais dizendo que os sacrifícios que fizemos não podem ter sido em vão e que, por isso, o pais não pode entrar numa "crise política" (nome que o presidente costuma dar às eleições) e que é necessário um consenso para a salvação nacional, lamentado que os esforços que no passado fez para obter esse consenso tenham sido infrutíferos.

O PS, não tendo a certeza de conseguir ganhar umas eleições antecipadas e não tendo ainda a sua liderança clarificada ou a caminho disso, aceita o apelo do presidente.

António José Seguro, em desespero, alega "sentido de estado" e "responsabilidade" e aceita entrar no governo que, agora, passa a ter uma maioria que permite rever a Constituição.

Autoria e outros dados (tags, etc)


4 comentários

De Maria Silva a 05.06.2014 às 00:08

Um "supônhamos"...que Frederico Francisco anda a ver muitos filmes de provocadores e trauliteiros e vem para aqui dizer bojardas encomendadas?
Como fazer? Vá lá outro suponhamos.... alguém no PS que anda desde2011 a dar lustro ao ego, percecionou que estava maduro o fruto e que íamos ter eleições antes de 2015. Fácil arranja um pretexto e diz : Oh! tu que tens andado a levar facadas de todos os lados e nunca mais morres, sai daí que eu sou muito melhor que tu, e tenho padrinhos de alto gabarito.
Vai daí, qual é pressa? Isso não é assim! Pensavas que era uma brincadeira? Queres guerra? Então já que deixámos a guerrilha surda, agora é tudo às claras.

Qual é o problema? O Cavaco é mesmo velhaco e o Passos aperta o cerco às instituições a ver se escolhe o momento que julga melhor servir a disputa. D. Sebastião, o de 1580 ficou na história pela falta de juízo, e nada garante que o atual seja muito ajuizado.
Habituem-se, o mundo mudou!

De CBO a 05.06.2014 às 12:47

É um supônhamos com muitas potencialidades para se tornar realidade...

De CBO a 05.06.2014 às 12:49

Refiro-me, obviamente ao supônhamos do autor do post...

De Atento a 05.06.2014 às 14:06

A Maria Silva deixou bem claro que o que move Seguro e seus apoiantes é a guerra e guerrinha por cargos dentro do PS. Nem que para isso tenham de destruir o próprio PS.

Alguém anda mesmo muito desesperado para aceitar que este nivel de destruição de um partido é aceitável na guerra em que entrou. E tudo para pagar os favores que deixaram figura tão cinzenta chegar á posição do actual secretário do PS...
Deploravel.

Comentar post




Sitemeter



Comentários recentes

  • Jaime Santos

    Eu não entendi o comentário do Diogo Moreira nesse...

  • MRocha

    Se está na lei que devem ser públicas, cumpra-se a...

  • Jaime Santos

    Trump, além de mentiroso, é sobretudo um egomaníac...

  • Joe Strummer

    Pois, mas convem não deixar que noutro lado se ins...

  • Anónimo

    E estou eu contratado pelo estado à 16 anos.







«As circunstâncias são o dilema sempre novo, ante o qual temos de nos decidir. Mas quem decide é o nosso carácter.» Ortega y Gasset