Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



"Obviamente demito-o!"

Humberto Delgado

 

Os candidatos a Presidente da República não se podem apresentar ao eleitorado com uma determinada proposta - tal como fez Humberto Delgado - ou um projecto político*, este em condições normais não é um cargo de agir mas de reagir, o que não lhe retira, antes pelo contrário, a importância do mesmo (vd. a ausência dos últimos 10 anos).

 

Uma vez que não iremos votar em quem promete A ou B mas como achamos que irá actuar perante acontecimentos futuros desconhecidos é imprescindível que a personalidade ou por outras palavras a estrutura mental do candidato seja conhecida pelo eleitorado para que este possa tomar uma decisão consciente.

 

Com efeito, por mais que se tente afirmar o contrário o mandato de Cavaco corresponde na exacta medida àquilo que se augurava da sua actuação pública ao longo dos anos.

 

Tal conhecimento difere nem pode ser confundida com notoriedade. No entanto, receio que o período de pré-campanha, face às características próprias do mesmo, seja insuficiente para que aquele seja apreendido.

 

*Para ultrapassar este problema os candidatos socorrem-se de pura propaganda do "Soares é fixe" à ideia que Cavaco seria um bom Presidente por causa das suas capacidades como economista.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

De Joe Strummer a 06.04.2015 às 21:28

O que permite ultrapassar as dificuldades da falta de um programa de um Pr não é o slogan é o subtexto, e o subtexto de cavaco é infelizmente igual ao de nóvoa, "eu não sou politico só ca vim ver a bola e detesto essa coisa porca chamada politica,sou serio e para serem mais serios do q eu têm que nascer duas vezes", com a devida aculturação.
Independentemente dos simbolos e das bandeiras esta (sub)enunciação é deploravel.

De Joe Strummer a 06.04.2015 às 21:33

Ainda: A diferença entre os dois acima e Mario Soares é que Soares nunca teve um subtexto na ordem comportamental mas sim na ordem dos valores.Sendo o dele a Liberdade.
Quem utiliza subtextos na ordem comportamental para excluir e/ou desclassificar adversarios não dveria merecer uma suspensão do sentido critico por quem se julga de esquerda.

Comentar post




Sitemeter



Comentários recentes

  • João Rosa

    Este post já tem algum tempo mas desde que se inic...

  • Zzzzz

    Qualquer comparação, equiparação, ao nazismo, abso...

  • Sérgio Lavos

    Concordo, devemos respeitar quem é diferente de nó...

  • Bruno

    Muito sinceramente, isto é tudo muito lindo, mas h...

  • alvaro silva

    Só vejo dores de cotovelo e premonições de catástr...







«As circunstâncias são o dilema sempre novo, ante o qual temos de nos decidir. Mas quem decide é o nosso carácter.» Ortega y Gasset