Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



04
Ago
O dia 3 de Agosto de 2014 foi histórico. À eterna questão shakesperiana "ser ou não ser?" Carlos Costa, Governador do Banco de Portugal, respondeu: ser novo.

O mau ser que sofra pedradas e flechas do destino feroz, que suporte o açoite e os insultos do mundo, que aguente os seus fardos. O novo ser não pegará em armas contra o mar de angústias, não herdará males nem terá outros: será virtuoso.

O bardo inglês sabia, porém, que na dramaturgia - tal como na vida - a interrogação é tragédia, mas a sua resposta é farsa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:




Sitemeter



Comentários recentes

  • Jaime Santos

    Eu não entendi o comentário do Diogo Moreira nesse...

  • MRocha

    Se está na lei que devem ser públicas, cumpra-se a...

  • Jaime Santos

    Trump, além de mentiroso, é sobretudo um egomaníac...

  • Joe Strummer

    Pois, mas convem não deixar que noutro lado se ins...

  • Anónimo

    E estou eu contratado pelo estado à 16 anos.







«As circunstâncias são o dilema sempre novo, ante o qual temos de nos decidir. Mas quem decide é o nosso carácter.» Ortega y Gasset