Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



09
Abr

Tarzan Taborda

por Luis Borrega Toscano

Excelente e péssimo João Taborda Gama hoje no Diário de Notícias sobre Saldanha Sanches e Sampaio da Nóvoa.

 

Excelente porque ficámos a saber que o autor usa e deturpa a memória de um para enviesar e enlamear a integridade do outro. Ficámos a saber ao que vem.

 

Péssimo porque os factos em que a narrativa assenta são falsos: nem Sampaio da Nóvoa votou, nem o podia fazer, pois como presidente do júri só teria voto de qualidade e nunca poderia participar na votação (por não ser da área em questão). E pior ainda porque a falsa moralidade do autor esbarra com o incómodo que o próprio Sampaio da Nóvoa demonstrou ao chumbo persecutório que Saldanha Sanches sofreu.


Taborda Gama como académico não aprendeu nada com Saldanha Sanches. Pois se a virtude pode ser ensinada, é mais pelo exemplo do que pelos livros. 

E ficámos a saber (já durante o dia) que foi Marcelo que orquestrou o chumbo à prova de agregação de Saldanha Sanches. E o texto que era suposto ser um confronto entre Saldanha Sanches e Sampaio da Nóvoa, isto é, de um morto contra um vivo (ganha sempre o bom nome do morto), acabou por trazer a jogo o filho de fascistas que quer ser Presidente da República: Marcelo Rebelo de Sousa.

 

As palavras liberdade, seriedade e justiça podem ser evocadas vezes sem conta por muitos. A sua prática é que está ao alcance de muito poucos.

saldanhaaaaa.jpg

João Taborda Gama hoje juntou-se a esses muitos.
Saldanha Sanches era um desses poucos.

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

De Não percebo a 10.04.2015 às 14:00

Mas afinal o reitor de uma universidade não pode anular um concurso se tiver evidências de vício grave? Nem sequer abrir um inquérito de averiguações.

Serve apenas para ficar como reitor honorário no final?

De Madalena a 10.04.2015 às 22:56

Segundo consta foi Marcelo Rebelo de Sousa que orquestrou o chumbo de Saldanha Sanches. Não estranho a atitude do comentador televisivo, pois sempre o considerei um pequeno pulha. Quanto a Sampaio da Nóvoa, era o Reitor e tendo-se apercebido, como também consta, das manobras de bastidores engendradas talvez devesse ter tomado outra atitude. Quem cala consente!

Comentar post




Sitemeter



Comentários recentes

  • João Rosa

    Este post já tem algum tempo mas desde que se inic...

  • Zzzzz

    Qualquer comparação, equiparação, ao nazismo, abso...

  • Sérgio Lavos

    Concordo, devemos respeitar quem é diferente de nó...

  • Bruno

    Muito sinceramente, isto é tudo muito lindo, mas h...

  • alvaro silva

    Só vejo dores de cotovelo e premonições de catástr...







«As circunstâncias são o dilema sempre novo, ante o qual temos de nos decidir. Mas quem decide é o nosso carácter.» Ortega y Gasset