Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



16
Jan

large_minority_report_blu-ray1.jpeg

Dois suspeitos foram mortos e um terceiro ficou gravemente ferido pela polícia, que atuou de emergência em Verviers, no leste do país, depois de ter conhecimento de que estavam em preparação “atentados de grande envergadura”.

E pronto. Num instantinho passámos da defesa dos "valores ocidentais" (seja lá o que isso for) e das liberdades do "nosso mundo" (também não sei bem o que isso possa ser) para a mais flagrante violação da liberdade de expressão (mais de 50 pessoas foram indiciadas em França por delito de opinião), para o fim da livre circulação de pessoas e para o fascismo da morte sem julgamento. Pior, antes do crime ter sequer acontecido (ainda mais aterrorizador do que os Precogs de Philip K. Dick). Aproveitando a onda de medo sentido pelos cidadãos (o medo leva sempre à anestesia e à relativização dos tais valores essenciais), os Governos europeus provam que a superioridade moral do Ocidente é a maior bullshit que temos ouvido por estes dias. Ou não fosse um país dito democrático, ocidental, o maior disruptor das relações entre Islão e Ocidente: sim, falo de Israel. Na origem, a fractura mais importante é esta. Não perceber isto é não querer perceber nada do que se está a passar.

Autoria e outros dados (tags, etc)


4 comentários

De Joe Strummer a 16.01.2015 às 12:13


Observe-se que grande parte dos Charlies andaram a defender a invasão do Iraque pelas mesmissimas razões, os nossos valore, a democracia e o diabo a 7, enfim o habitual e reduzido menu argumentativo. Na altura Chirac (um delicioso aldrabão, mas ainda assim um gajo com visão e estadista) e a França opuseram-se e foram denegridos, enxovalhados e expulsos da cultura ocidental que passou a ser só e brilhantemente anglo-saxonica.

E o padrão repete-se seja a propósito do Charlie Hebdo ou qualquer outro, a mesma surdez selectiva ou falta de perspectiva realista. Existem três monstros no imaginario universal, o Yeti a oriente, o Bigfoot a ocidente, o de Lochness na Escócia a Norte e o de Sameness em poortugal.

O Relatorio Minoritario tem inerente a ideia de "programação" e destino, tão brilhantemente descrita em modo dark pelo Rust Cohle:

"I'd consider myself a realist, alright? But in philosophical terms I'm what's called a pessimist... I think human consciousness is a tragic misstep in evolution. We became too self-aware. Nature created an aspect of nature separate from itself - we are creatures that should not exist by natural law... We are things that labor under the illusion of having a self, that accretion of sensory experience and feelings, programmed with total assurance that we are each somebody, when in fact everbody's nobody... I think the honorable thing for our species to do is to deny our programming. Stop reproducing, walk hand in hand into extinction - one last midnight, brothers and sisters opting out of a raw deal."

True Detective . episodio 1

De Jorge Salema a 17.01.2015 às 00:23

O texto contêm outros pontos objectáveis como por exemplo afirmar que a situação palestiniana é a responsável pela disjunção do "islão" em relação ao Ocidente liberal e democrático. Sobretudo, se a intenção do autor tenha sido aludir ao islão como ideologia por detrás da jihad que nos está a ser movida. Quero, contudo, atentar sobretudo nisto. É absolutamente lícito, moral e necessário matar sem julgamento em países liberais na Europa. Aliás, a proibição é toda outra, é proibido na UE, como todos sabemos, matar "com julgamento", ou seja, aplicar pena de morte. Não se entende que se chame "fascismo" se as mortes foram - como desconfio terem sido - resultado das contingências operacionais da policia, explicáveis por resistência armada, legitima defesa etc.. Eu não conheço os detalhes das operações, mas afirmar - como se soubesse - terem sido execuções, não permite ao leitor pensar grande coisa da argúcia do blogger que clama condições para prescrever aos outros o entendimento de alguma coisa.

De Joe Strummer a 17.01.2015 às 21:22


Salema, quando tiver tempo utilize um motor de pesquisa ( proponho este que é novo e promete não nos monitorizar e q por enquanato não ordena as pesquisas por adwords www.duckduckgo.com ) e digite "Operação Gládio".

De Joe Strummer a 20.01.2015 às 09:32


Já entramos no universo prenunciado por Philip K. Dick.

http://brasil.elpais.com/brasil/2015/01/12/ciencia/1421053581_532953.html


"O que Gabrieli e seus colegas do MIT propõem é utilizar esse acervo tecnológico capaz de medir a neurodiversidade humana para predizer o comportamento das pessoas. “Essa predição”, diz Gabrieli, “pode resultar em uma contribuição humanitária e pragmática para a sociedade, mas isso vai exigir uma ciência rigorosa e uma série de considerações éticas.”

Aterrador. Quero um advogado.

Comentar post




Sitemeter



Comentários recentes

  • João Rosa

    Este post já tem algum tempo mas desde que se inic...

  • Zzzzz

    Qualquer comparação, equiparação, ao nazismo, abso...

  • Sérgio Lavos

    Concordo, devemos respeitar quem é diferente de nó...

  • Bruno

    Muito sinceramente, isto é tudo muito lindo, mas h...

  • alvaro silva

    Só vejo dores de cotovelo e premonições de catástr...







«As circunstâncias são o dilema sempre novo, ante o qual temos de nos decidir. Mas quem decide é o nosso carácter.» Ortega y Gasset