Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

365 forte

Sem antídoto conhecido.

Sem antídoto conhecido.

03
Out17

Rescaldo Autárquicas - os marginalizados

João Gaspar

Nestas autárquicas de 2017 MAS, PURP, LIVRE, Nós Cidadãos, JPP*, PDR e dezenas de grupo de cidadãos eleitores estrearam-se em eleições locais. Em tempos da tão badalada regeneração da democracia, seria bom que o poder mediático desse mais atenção ao trabalho dos partidos marginalizados pela comunicação social. Três dos estreantes alcançaram inclusivamente presidências de câmara (Nós Cidadãos em Oliveira de Frades, Juntos Pelo Povo em Santa Cruz e LIVRE em coligação com o PS em Felgueiras. JPP, PDR e NC formam ainda parte da mui sui generis coligação com o BE e o PS que ganhou a CM do Funchal).

E uma menção para o crescimento do PAN, que, tendo-se estreado nas Autárquicas há quatro anos, e após eleger um deputado para a AR entretanto, mais do que triplicou a votação em relação a 2013.

*O movimento Juntos Pelo Povo já se tinha candidatado às eleições autárquicas de 2013 na Madeira enquanto grupo de cidadãos eleitores, a formalização enquanto partido aconteceu depois.




«As circunstâncias são o dilema sempre novo, ante o qual temos de nos decidir. Mas quem decide é o nosso carácter.»
- Ortega y Gasset

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

No twitter

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D