Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Parece não haver limite à estupidez, e desfaçatez, dos partidos em tentar manter, ou ampliar, os seus previlégios institucionais, mesmo que isso tenha que ser feito à custa das mais elementares regras democráticas.



Pelo menos, é isso que o Expresso Diário de hoje nos tenta convencer. Mesmo que embrulhado numa certa retórica anti-políticos que tantos media estão a começar a abraçar, é mau demais que partidos queiram criar um visto prévio à planificação da cobertura mediática das campanhas eleitorais, que todos os media seriam obrigados a submeter à Comissão Nacional de Eleições e à Entidade Reguladora da Comunicação Social.



Aguarda-se o desmentido desta ideia absurda a qualquer momento.

Autoria e outros dados (tags, etc)


4 comentários

De Joe Strummer a 23.04.2015 às 19:48


Ora aí está uma boa coisa, não pelo principio mas pelo efeito. Claro que se prevê o habitual numero de suicidios entre midiotas, "agarradinhos" da sociedade de (des)informação, eméritos colunistas, etc... só porque aqui a "censura" é praticada pelo poder politico e não pelos proprios "jornalistas", é mais uma questão de legitimidade do que a propria censura em si. Para dieta aconselha-se a leitura do novo livro de Umberto Eco, "Numero zero".

De António a 23.04.2015 às 21:40

Os media puseram-se a jeito; acomodaram-se na inércia de transmitir recados lidos ou ouvidos noutros lugares (por vezes as fontes são os próprios noticiados); deixaram de ter agenda e não fazem (salvo raras e honrosas excepções) investigação. De que se queixam?
A queixar-se deveríamos ser nós – povo – que somos permanentemente manipulados por esses media que agora se reclamam. Basta. Informar não carece de autorização...!

De cristof a 24.04.2015 às 20:38

O primeiro comentario que bate no ponto . Sem dúvida que anos a fazerem mal o seu papel de escrutinio permanente da classe politica e economica a bem da sã convivencia , levaram as mentes mais perversas da classe que sempre andaram a proteger, fazendo vista grossa que como cordeiros, eles acharam que estava na altura de vos porem no redil. Ainda bem que reagem mas não com balidos feridos, chamem aí os maisi ferozes e corajosos e é ignorando a lei e com vigor que devem reagir, começando a serem eficientes no escrutino profundo.

De Teodoro a 24.04.2015 às 10:44

Impossível, se isto fosse prá frente o "Observador" desaparecia, eles só fazem campanha pelo governo!

Comentar post




Sitemeter



Comentários recentes

  • MRocha

    Se está na lei que devem ser públicas, cumpra-se a...

  • Jaime Santos

    Trump, além de mentiroso, é sobretudo um egomaníac...

  • Joe Strummer

    Pois, mas convem não deixar que noutro lado se ins...

  • Anónimo

    E estou eu contratado pelo estado à 16 anos.

  • Daniel Silva

    Sim, a tendencia é sempre a mesma. O aumento salar...







«As circunstâncias são o dilema sempre novo, ante o qual temos de nos decidir. Mas quem decide é o nosso carácter.» Ortega y Gasset