Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



01
Mai

Procura-se Paulo Portas

por Diogo Moreira
O Vice-Primeiro-Ministro de Portugal, que tem um Secretário de Estado Adjunto, e uma Sub-Secretária de Estado Adjunta. Para fazer o quê? Ninguém sabe. Ou melhor, estão lá para receber vencimentos do Estado, e para andar em carros com motorista. E nomear chefes de gabinete, assessores e adjuntos, à fartazana. Funções concretas de governo e administração? Zero.

A sua golpada da demissão irrevogável valeu-lhe um aumento de 8 por cento do vencimento, em virtude de ter passado de Ministro a Vice-Primeiro-Ministro, ao mesmo tempo que o governo decretava o confisco de salários e pensões dos portugueses.

A única coisa que ele dizia que ia fazer era a coordenação da reforma do Estado, e das ligações à Troika. Até agora nada fez.

Não pôs os pés na conferência de imprensa de ontem, onde se anunciaram novos roubos dos trabalhadores portugueses, e novo aumento de impostos.

Deve estar escondido dentro de um dos submarinos, pagos a peso de ouro, que Portugal comprou por sua decisão.

Merecemos tudo o que nos venha a acontecer.

Autoria e outros dados (tags, etc)




Sitemeter



Comentários recentes

  • Jaime Santos

    Eu não entendi o comentário do Diogo Moreira nesse...

  • MRocha

    Se está na lei que devem ser públicas, cumpra-se a...

  • Jaime Santos

    Trump, além de mentiroso, é sobretudo um egomaníac...

  • Joe Strummer

    Pois, mas convem não deixar que noutro lado se ins...

  • Anónimo

    E estou eu contratado pelo estado à 16 anos.







«As circunstâncias são o dilema sempre novo, ante o qual temos de nos decidir. Mas quem decide é o nosso carácter.» Ortega y Gasset