Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



26
Jun

 

 

Durante cerca de cinco séculos, os serviços postais na Europa foram controlados pela família Thurn e Taxis, até que foram incorporados nos correios do Império Alemão em 1871.

 

Não é uma coincidência que o correio privado tivesse iniciado o seu declínio com o advento do Estado-Nação e encontrado o seu fim às mãos do primeiro estado social. Um serviço postal público é garante não só da soberania nacional - por alguma razão, um dos primeiros actos da 2ª Guerra Mundial foi a tomada de assalto dos Serviços Postais da Polónia, situados na cidade livre de Danzig - como da liberdade de comunicação, com direito à privacidade e ao anonimato.

 

Ora, a privatização dos CTT é mais um episódio no desmantelamento do estado social em curso e no fim da soberania nacional. 

Autoria e outros dados (tags, etc)


5 comentários

De Leitor a 26.06.2014 às 16:32

O Governo não se esquece de ajudar quem precisa http://www.jornaldenegocios.pt/economia/financas_publicas/detalhe/governo_desvaloriza_mas_nao_revela_impacto_orcamental_de_ajuda_a_banca.html

De Joe Strummer a 26.06.2014 às 21:07


Desde 1520. Provavelmente o serviço publico mais antigo do país.

De Pedro Figueiredo a 27.06.2014 às 20:15

Para mim devia ser considerado crime. No mínimo, um referendo a tão crucial medida governativa. Com uma pergunta simples, para que todos entendam: "Deve o Estado privatizar, total ou parcialmente, os CTT?"

De CRG a 30.06.2014 às 12:22

Sinceramente ainda estou em negação: não acredito como se foi capaz de fazer este negócio, ainda por cima subvalorizado.

De Atento a 01.07.2014 às 00:46

O problema é que uma boa parte do PS também defende a politica de privatizações ( embora me pareça que teriam um pouco mais de competencia e brio no efectuar da venda).
Na minha opinião já chega. Já vendemos os aneis que tinhamos que vender, inclusivé já estamos nos dedos.
Uma das coisas que espero seja taxativamente defendida por A. Costa é a recusa total e absoluta de mais privatizações ( sobretudo a das águas, se chegar a tempo).Sanear as empresas publicas com problemas, isso já é outra história...
Enfim, veremos.

Comentar post




Sitemeter



Comentários recentes

  • João Rosa

    Este post já tem algum tempo mas desde que se inic...

  • Zzzzz

    Qualquer comparação, equiparação, ao nazismo, abso...

  • Sérgio Lavos

    Concordo, devemos respeitar quem é diferente de nó...

  • Bruno

    Muito sinceramente, isto é tudo muito lindo, mas h...

  • alvaro silva

    Só vejo dores de cotovelo e premonições de catástr...







«As circunstâncias são o dilema sempre novo, ante o qual temos de nos decidir. Mas quem decide é o nosso carácter.» Ortega y Gasset