Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



A imagem abaixo pretende explicitar o que alguns comentadores não percebem ou não querem perceber. O governo não quer excuir do défice estrutural a reposição dos cortes.

Pelo contrário, a Comissão não deve aceitar a comparação com o valor declarado para défice estrutural de 2015 que contabilizava os cortes que o PSD afirmava serem temporários.

Ou seja, como diz o João Galamba, o governo da direita vendeu lebre por gato à Comissão e gato por lebre às famílias portuguesas ao apresentar a Bruxelas cortes definitivos que em Portugal afirmava serem temporários.

Não aceitando como bom o défice estrutural para 2015 apresentado pela direita temos que o atual esboço do Orçamento apresenta, de facto, uma redução de défice estrutural.

 

esquema défice estrutural 900px.png

 

as grandezas não estão representadas à escala, tendo propósitos meramente ilustrativos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


8 comentários

De Carlos a 01.02.2016 às 15:49

Ninguém, excepto os próprios, estava era a contar com a nova invenção da Esquerda, a máquina de calcular de sumir.
E como são todos vesgolhos, sugiro que envie o desenho às agências de Rating , à UTAO e à comissão europeia.

De Anónimo a 03.02.2016 às 11:37

Carlitos, por falar em máquina, e a máquina de roubar portugueses que o Passos e o Portas inventaram e puseram a bombar nos últimos quatro anos? Dessa deves tu gostar.

De Anónimo a 01.02.2016 às 22:29

Como diria M.Centeno, tudo isto é uma grande aventura intelectual.

De Anónimo a 03.02.2016 às 11:39

Já o Passos diz: "Cuidado que é preciso proteger os bancos e os contribuintes alemães!" Mas sempre com a bandeira de Portugal na lapela, pois claro.

De Carlos a 03.02.2016 às 13:10

Só por acaso nunca ninguém ouviu o PC dizer isso , mas de qualquer forma deve estar a referir-se aos bancos e contribuintes que nos emprestam o dinheiro , pois claro.

De Bernardo a 02.02.2016 às 08:03

O governo do PSD considereava o corte estrutural (sua natureza) mas eles proprios provisorios. Joao Galamba com os seus alhos e bugalos... Já agora no famoso PEC IV o governo de socrates tambem considerava os ordenados estrutural... Mas agora o mesmo PS quer mudar.

De Francisca Arruda a 03.02.2016 às 11:41

Aguardente!? Ouvi perfeitamente.

De Jonas a 03.02.2016 às 21:41

Isso é tudo muito bonito mas na prática significa um passo atrás e uma vez que Portugal não vive ainda com o que produz e precisa de pedir dinheiro emprestado, quem empresta o dinheiro é quem manda. Acho que isto é básico...

Comentar post




Sitemeter



Comentários recentes

  • MRocha

    Se está na lei que devem ser públicas, cumpra-se a...

  • Jaime Santos

    Trump, além de mentiroso, é sobretudo um egomaníac...

  • Joe Strummer

    Pois, mas convem não deixar que noutro lado se ins...

  • Anónimo

    E estou eu contratado pelo estado à 16 anos.

  • Daniel Silva

    Sim, a tendencia é sempre a mesma. O aumento salar...







«As circunstâncias são o dilema sempre novo, ante o qual temos de nos decidir. Mas quem decide é o nosso carácter.» Ortega y Gasset