Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



29
Jan

O rapaz já não sabe o que diz

por David Crisóstomo

O advogado, presidente da JSD, deputado e vice-presidente da bancada parlamentar do PSD, confrontado com as reacções à sua bela convicção de que "Todos os direitos das pessoas podem ser referendados", declarou hoje que, pobrezinho, tinha sido "descontextualizado": “Acho profundamente lamentável que se crie uma notícia à volta de algo que não existe. A peça da TVI está cortada. É evidente que há um conjunto alargado de direitos e de matérias que não são referendáveis. O que estão a dizer está completamente descontextualizado”. Ora bolas, ele está confuso. Ó Hugo, eu fui rever o debate na TVI24 e, olha olha, ouvi a tal frase. Sem nenhum contexto de jeito que a pudesse justificar. Está aqui, aos 45 minutos e 10 segundos. À pergunta do Paulo Magalhães, "Mas acha que devem ser referendados os direitos das pessoas?", a resposta dada por esta eminente figura da direita lusitana foi: "Todos os direitos das pessoas podem ser referendados". A Isabel Moreira até fez questão de anotar o palavreado. E, mais à frente no debate, quando confrontado pela deputada eleita pelo PS com esta maravilhosa assunção, o Hugo não a desmente nem se corrige ou retrata, diz somente para a constitucionalista "Percebeu o que eu quis dizer, não vale a pena fazer demagogia à volta disso". Pois bem, eu também acho que o Hugo foi bastante claro no que disse. São todos os direitos e pronto, foi firme e incisivo. Nem percebo em que contexto queria ele que interpretássemos aquela frase. Mas também, com franqueza, a esta altura do campeonato já desisti, já não vale a pena andar a perder tempo a tentar perceber o que se passa pela cabecinha do Hugo Soares. Grande coisa não é de certeza.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


24 comentários

De Jota C a 29.01.2014 às 20:23

Na interpretação autêntica, o que o Hugo quis dizer foi que todos os direitos das pessoas podem ser praxados!

De Sousa Mendes a 30.01.2014 às 10:13

Cuidado com ele! O outro, o da refundação do memorando que não se lembrava de memória de um livro que tivesse lido, mesmo perante os escaparates da feira do livro, chegou a primeiro ministro! Como o nível de indigência intelectual é semelhante, ainda corremos o risco deste também chegar a 1º ministro! Cruzes canhoto+++++++

De Anónimo a 30.01.2014 às 10:31

Se passasse alguma coisa por aquela cabecinha o rapaz não tinha chegado a líder da JSD. Também tirou o curso na Lusófona?

De Carla a 30.01.2014 às 11:12

Eu tirei o curso na Lusófona e tenho um bom emprego...o anónimo tirou o curso onde? Olhe que o Vitor Gaspar é da Católica...

De ? a 30.01.2014 às 11:49

Claro que tens um bom emprego! normalmente já o têm antes de tirar o Curso...

De jc a 30.01.2014 às 14:47

por acaso até tenho pena, porque acredito que haja pessoal a tirar o curso na Lusófona que até tenha que estudar, de certeza que não são todos amigos RELVAS

De carla a 31.01.2014 às 15:07

Comecei a trabalhar tinha 16 anos, filha de pais trabalhadores e esforçados...preocupados com o futuro das filhas. Fiz o 12.º ano e achei melhor ir trabalhar. Cedo aprendi uma profissão e adquiri experiência. O saber não ocupa lugar e decidi dar uma alegria aos meus pais, a alegria que hoje fico contente não ter dado quando tinha 18 anos! Fui para a faculdade, mais propriamente para a Lusófona e tirei o curso de Gestão de Recursos Humanos! Comecei o curso com 35 anos, casada, com 1 filho bébé e pela família fiz o que para muitos seria impossível...acabei o curso com notas excelentes! Muitos miúdos não o conseguem fazer... Posso dizer-lhe que sempre estudei muito pois os professores assim o exigiam e continuo a estudar pois na minha área tenho de o fazer, tenho de me manter informada e porque gosto de estudar e de saber mais! Considero-me uma excelente profissional e a universidade ajudou-me nesse aspecto! Não julgue todas as pessoas como sendo iguais por serem de determinada nacionalidade, religião, clube ou universidade. Há bom e mau em todo o lado! Miúdos sem juízo é o que mais há, infelizmente. Sim já tinha um bom emprego antes de ir para a Lusófona pois fui sempre profissional e esforçada e isso não é fruto de ter andado em uma qualquer universidade, é sim fruto da educação que recebi dos meus pais a quem tudo devo. Caso tivesse andado numa outra faculdade, mais ou menos conceituada, o que sou é o que iria ser...sempre! Para terminar sabe o que lhe digo!? Estudasses!!!!!!!

De josé martins a 30.01.2014 às 11:50

È voz corrente que estes Jotinhas todos tiraram os seus Cursos na Universidade de Castelo de Vide. Os outros na Universidade de Castelo Branco. É por isso que o País está assim.

De alao a 30.01.2014 às 13:32

Este triste (abandonado pelos "camaradas") ainda se deve estar a perguntar porque é que fez tal frete ao coelho. Ou lhe arranjam depressa um lugar numa administração qualquer ou morre a pensar.

De Mabekane a 30.01.2014 às 14:21

É advogado ? O Conselho de Deontologia da Ordem dos Advogados não tem nada a dizer perante a barbaridade da tirada ?

De David Crisóstomo a 30.01.2014 às 17:11

Está registado como tal na Ordem dos Advogados. A mesma indicação aparece na sua página do site da Assembleia da República.

De Jc a 30.01.2014 às 14:45

Este governo não pode descer mais baixo do que ver o Sr. Hugo Soares a representá-lo, é demasiado mau. Que desgoverno mais IRREVOGAVEL, chiça!

De Maria Lopes a 30.01.2014 às 14:50

Mas que idade têm?! 15? 16 anos? Não conseguem comentar nada sem serem insultuosos? Se o Hugo do PSD, disse e afirmou tal barbaridade, para quê estar a branquear a questão? O rapaz pensa daquela forma. Vão fazer o quê? Mudar aquela forma de pensar? Não. Nunca discutas com um ignorante, ele baixa-te ao nível dele e depois vence-te por experiência. Logo vão perder tempo com ele para quê? Daqui a uns tempos diz outra barbaridade e assim será até ao fim dos dias. Vá, não vale a pena insultarem-se uns aos outros sobre a faculdade onde estudaram, quem são o que fazem e essas coisas de quem não sabe argumentar. E não, não andei na faculdade porque detesto estudar. Quanto ao Hugo do PSD: há momentos em que estar calado é uma virtude.MLopes

De jc a 30.01.2014 às 14:54

pois Maria, mas esta figurinha (Hugo) está a ser pago com o dinheiro dos nossos impostos para dizer asneiras ou estar calado?

De Maria Lopes a 30.01.2014 às 17:01

Ele vai continuar a dizer as barbaridades que entender, pois, queiramos, quer não, é a opinião dele. Não me defendo de um ignorante, fazendo-lhe ver que é com o dinheiro “dos meus impostos” que ele fala o que quer e lhe apetece. Mesmo que não fosse com o dinheiro “dos meus impostos” ele vai continuar a ser ignorante. Ele acha que pode fazer o que quer e lhe apetece. Vamos dar-lhe com um livro na cabeça até o rapaz parar com as alarvidades? Ele acredita naquilo, tal como eu acredito que cada um tem o seu papel na sociedade. Ele é fazer de estúpido e eu dar-lhe a liberdade de o ser. Quanto ao dinheiro “dos meus impostos” com a idade que tenho, deixe-me que lhe diga: nunca soube qual o destino do mesmo. MLopes

De Pedro Silva a 30.01.2014 às 15:28

Maria Lopes concordo com o que escreveu sobre os insultos.

Discordo é com o resto. Isto porque fica mal a um Advogado dizer publicamente que os Direitos, Liberdades e Garantias consagrados na Constituição da República Portuguesa possam ser alvos de referendos.

É caso para se perguntar onde estava o Sr. Hugo nas aulas de Direito Constitucional...

E já agora, não interessa para nada mas eu estudei na Faculdade de Direito da Universidade do Porto. Não sou mais nem menos do que quem estudou na Católica, Portucalense, Lusófona e outras tais. Simplesmente tenho uma formação académica diferente de quem estudou nas ditas Privadas porque, por exemplo, eu estudei Processo Civil e Processo Executivo enquanto que nas Privadas apenas se lecciona (não sei ainda é assim) a primeira cadeira e a segunda era opcional.

De Maria Lopes a 30.01.2014 às 17:27

Pedro,
Fica mal a qualquer cidadão, que exerça seja qual for a função que exerça, em ser idiota. Mas se o Hugo do PSD, acha que pode e fica feliz....A algumas pessoas falta-lhes a formação social e puxam dos galões com a formação académica. Por vezes, dá nisto: em Hugo do PSD.
Ele fica feliz pelo tempo de antena que lhe está a ser dado. Eu? Fico triste por ele: é um infeliz necessitado de atenção. Ele não entende a diferença entre ter uma opinião sobre determinado assunto e respeitar direitos fundamentais. Faltou-lhe o básico, coitado. Mas passou no exame da Ordem! E quanto a isso, o que se pode fazer? Quanto à diferença da matéria dada no curso de Direito, a culpa cabe a quem? A quem vende a ideia ou a quem compra?
Não tenho estudos suficientes para argumentar com ninguém e apenas fiquei triste por descerem ao nível do Hugo do PSD. E assim ele ganha. MLopes

De Pedro Silva a 30.01.2014 às 17:55

Maria Lopes entendo e partilho da sua opinião.

Lamento e manifesto o meu desagrado por uma pessoa ter a Licenciatura que tem dizer publicamente uma asneira daquelas. É a opinião dele e como tal não merece insultos, mas não deixa de ser uma "triste" opinião.

O problema está no simples facto de que a opinião do Hugo vir depois deturpar uma Democracia que está neste momento a passar por uma fase deveras complicada. Daí a revolta de muita gente.

"Quanto à diferença da matéria dada no curso de Direito, a culpa cabe a quem? A quem vende a ideia ou a quem compra?"

A meu ver caberá a quem deixa que tal aconteça.

Porque depois quem sofre são os formados. Isto porque tanto nos Exames da Ordem dos Advogados como nos da Câmara dos Solicitadores são exigidos conhecimentos sobre ambos os Processos. Naturalmente que eu tive menos dificuldades que os meus colegas das Faculdades Privadas quando perante casos de Processo Civil Declarativo e de Processo Civil Executivo.

É o País que temos... Se bem que podemos e devemos fazer algo para o mudar.

De Ressabiado a 31.01.2014 às 07:57

E quando menos esperam temo-lo como primeiro ministro

De jc a 30.01.2014 às 14:51

....já agora tinha-me esquecido de dizer uma coisa.......este fedelho (Hugo Soares), ganha ordenado oriundo dos nossos descontos. (fdp)

De OLP a 30.01.2014 às 15:25

Em linguagem corrente, o Huguinho da foto, É UM GRUNHO!

Comentar post


Pág. 1/2




Sitemeter



Comentários recentes

  • João Rosa

    Este post já tem algum tempo mas desde que se inic...

  • Zzzzz

    Qualquer comparação, equiparação, ao nazismo, abso...

  • Sérgio Lavos

    Concordo, devemos respeitar quem é diferente de nó...

  • Bruno

    Muito sinceramente, isto é tudo muito lindo, mas h...

  • alvaro silva

    Só vejo dores de cotovelo e premonições de catástr...







«As circunstâncias são o dilema sempre novo, ante o qual temos de nos decidir. Mas quem decide é o nosso carácter.» Ortega y Gasset