Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



25
Jan

O Povo é sempre soberano

por Diogo Moreira
Uma das coisas mais simples que define uma democracia é também uma das mais difíceis para aceitar para muitos: a soberania absoluta dos resultados eleitorais em eleições livres. Em termos simples, o povo nunca se engana quando vota, e os eleitores têm sempre razão. Não interessa quais as nossas opiniões individuais sobre cada uma das candidaturas, e sobretudo sobre o vencedor. A "Polis" manifestou a sua opinião, e esta prevalece sempre todas as outras. É esta a génese da legitimidade democrática. Marcelo Rebelo de Sousa é o Presidente de todos os portugueses. E esta, democraticamente, foi a decisão correcta. Será ele capaz de ter a actuação correcta no cargo? Isso é outra questão, que só o futuro poderá responder.

Autoria e outros dados (tags, etc)


4 comentários

De Carlos a 25.01.2016 às 14:16

O povo já tinha sido soberano em 4 de Outubro, mas nessas o povo enganou-se e prevaleceram as opiniões individuais.

De não acredito... a 25.01.2016 às 14:29

E os gajos que não foram votar são o quê?

De Joe Strummer a 25.01.2016 às 15:27

Que post mais institucionalista fonix. Imita o discurso do Grande vencedor da noite; A Televisão.
Obey.

De Jaime Santos a 25.01.2016 às 19:53

Eu colocaria as coisas de forma diferente, quem alcança a Maioria tem legitimidade para exercer o Poder, sujeito à Lei, durante um período limitado. Eu não gostei do resultado ontem, mas Marcelo Rebelo de Sousa recebeu da maioria dos eleitores um mandato para exercer o cargo de PR e isso basta-me. A ideia de que formamos um corpo único, porventura dotado de inteligência racional, é apenas uma metáfora e ainda por cima inventada no tempo do Absolutismo. O próprio conceito de interesse nacional varia com quem o enuncia e eu tendo a desconfiar de quem anda sempre com ele na boca (como Cavaco), tal como desconfio de quem anda sempre a falar em pontes e consensos (como Marcelo). Essa linguagem faz-me lembrar o conceito de 'Democracia Orgânica'. Na verdade, a Democracia existe para dirimir pela força do voto os conflitos de natureza ideológica que existem entre todos. Tão só e já é muito...

Comentar post




Sitemeter



Comentários recentes

  • MRocha

    Se está na lei que devem ser públicas, cumpra-se a...

  • Jaime Santos

    Trump, além de mentiroso, é sobretudo um egomaníac...

  • Joe Strummer

    Pois, mas convem não deixar que noutro lado se ins...

  • Anónimo

    E estou eu contratado pelo estado à 16 anos.

  • Daniel Silva

    Sim, a tendencia é sempre a mesma. O aumento salar...







«As circunstâncias são o dilema sempre novo, ante o qual temos de nos decidir. Mas quem decide é o nosso carácter.» Ortega y Gasset