Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

365 forte

Sem antídoto conhecido.

Sem antídoto conhecido.

28
Nov14

O poder dos impotentes

CRG

 

“The loneliest moment in someone’s life is when they are watching their whole world fall apart, and all they can do is stare blankly.”

"The Great Gatsby" - F. Scott Fitzgerald

 

Desde o início da crise que o sentimento predominante na sociedade portuguesa é o de impotência: o colete de forças institucional europeu, que voluntariamente vestimos, reforçou o mantra "não há alternativa".

 

Ao mesmo tempo, quase todas as instituições de relevo, quer sejam financeiras, políticas, reguladoras, judiciais, viram a sua credibilidade abalada, cujos efeitos ainda estão por avaliar na sua exacta extensão.

 

Neste contexto, em que nos sentimos só e impotentes, surge a tentação do cinismo, de nos desligarmos do mundo e rotular tudo sob o signo da igualdade medíocre - a maior fonte de apoio de partidos populistas.

 

Por isso, mais do que nunca, é necessário que exista um esforço acrescido na luta contra a preguiça conservadora, contra o cansaço, contra a resignação: "Keep cool, but care".

1 comentário

Comentar post

«As circunstâncias são o dilema sempre novo, ante o qual temos de nos decidir. Mas quem decide é o nosso carácter.»
- Ortega y Gasset

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

No twitter

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D