Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



06
Nov

O manifesto do 24 de Abril

por Sérgio Lavos

Olhamos para o manifesto dos empresários contra um Governo de esquerda e parece que regressámos a 24 de Abril de 1974. Os apelidos dos dignos signatários dizem tudo. Em 115 nomes encontramos quatro Mellos, quatro Champalimauds, alguns mistos Mello/Champalimaud (estas famílias cruzam-se para apuramento da raça), um Francisco Van Zeller, um Amorim, um Teixeira Duarte e o inefável Alexandre Relvas, antigo animador do Compromisso Portugal e financiador do Observador. Tudo bons rapazes. A maioria descendente das grandes famílias que viviam à sombra de Salazar, e que foram criando nas últimas décadas o seu nicho dentro do regime democrático, parasitando directa e indirectamente o Estado. Agora que o regime democrático que os acolheu depois do regresso do Brasil e de outros exílios dourados parece dar uma guinada à esquerda, eles começam a guinchar. Claro que esta gente não gosta da democracia, é natural que se queixem de um Governo emanado de uma maioria de esquerda no parlamento. A democracia é uma chatice. Sobretudo porque ela poderá levar ao fim da sangria de rendimentos do factor trabalho para o factor capital. Um Governo de esquerda é mau porque passa a existir a possibilidade da desigualdade social diminuir e dos trabalhadores recuperarem parte dos direitos perdidos. E é mau porque a parasitagem do Estado, seja através da descida do IRC seja por via da existência de vários subsídios ao capital (benefícios fiscais, subsidiação do salário dos trabalhadores pelo IEFP, etc.), pode efectivamente ser diminuída. As sanguessugas estrebucham. Antigamente é que era bom: o patrãozinho votava em nome da criadagem e era toda a gente feliz, havia estabilidade e certeza. Maldito o dia em que a criadagem conquistou o direito ao voto.

 

Adenda: é claro que esta Associação das Empresas Familiares parece ter aparecido agora em cena apenas para se opôr a um Governo de esquerda. As associações mais representativas - a CIP e a CCP -, assim como o sector financeiro, têm mostrado mais prudência perante o que se avizinha. As reuniões que António Costa manteve com os banqueiros não serão alheias a esta prudência. A democracia só assusta quem convive mal com o seu regular funcionamento.

Autoria e outros dados (tags, etc)


13 comentários

De Miguel Madeira a 06.11.2015 às 16:36

Imagino que a filosofia da APEF seja exatamente se ser uma associação da oligarquia tradicional - a associação é suposto ser para empresas em que "a maioria, ou uma parte importante do seu capital social, seja detida por pessoas ligadas por laços familiares, e sempre que alguns desses detentores do capitalparticipem nos órgãos de controlo e/ou de gestão da empresa, e neles exerçam uma influência decisiva" (artº 5º dos seus estatutos) - isso parece cobrir dois tipos de empresas: ou micro-empresas familiares (a maior parte dos restaurantes, sapatarias, etc.); ou então aquelas grandes empresas que estão "na família" há gerações (como as primeiras normalmente não se juntam a associações nacionais - preferem, quando se associam, criar associações locais ou de sector - imagino que essa associação seja naturalmente dominada pelas segundas)

De Sérgio Lavos a 06.11.2015 às 16:49

Eu sei que a natureza da associação é exactamente essa. Só escrevi este texto porque na imprensa o manifesto está a ser tratado como se tratasse de uma associação representativa da maioria dos empresários, coisa que não me parece ser.

De Carlos a 06.11.2015 às 16:49

Curiosamente sempre que alguém mais ou menos conhecido , em grupo ou individualmente , com apelido A ou B , se expressa com dúvidas ou em discordância relativamente à "solução" encontrada por António Costa para não desaparecer do mapa político nacional , é normal lerem-se muitos comentários a acusarem os discordantes ou duvidosos , de fascistas ou Salazaristas.
Traduzindo isso para os últimos resultados eleitorais , em Portugal há perto de 40% de fascistas e 60% de democratas , na mente de alguns é assim que se mede a nossa democracia e pelas últimas sondagens que se vão conhecendo , o número de fascistas está a aumentar perigosamente.
Em todos os países há bons, médios e empresários medíocres , em todos os países há boas , médias e más empresas , mas uma coisa é certa , são as empresas que geram riqueza , emprego e desenvolvimento.Não será assim tanto de estranhar que quem é empresário , "olhe" com algum cepticismo e desconfiança para o que se vai conhecendo.Não é de estranhar que quem é empresário olhe com algum cepticismo e desconfiança para partidos que têm escrito nos seus manifestos eleitorais a estatização da economia.Já é de estranhar , serem apelidados de fascistas por o demonstrarem.

De Joe Strummer a 06.11.2015 às 19:53

O facto do manifesto ser o q é só torna este acordo ainda mais especial. Um verdadeiro segundo 25 de Abril.
E se alguém ainda tem dúvidas sobre a miserabilidade da comunicação social basta sintonizar um qualquer canal de notícias, eheheh palhaços

O Costa assinou o maior rocky moment da política portuguesa desde a 1a eleição de Soares.

De Carlos a 06.11.2015 às 22:09

Mais uma brilhante tirada humorística , você hoje está mesmo inspirado.!

De Joe Strummer a 08.11.2015 às 13:10

Poupa-me o teu mau sentido de humor e responde à questão das pensões lá em baixo. A algaraviada que aqui fazes não é mais do que o substitutivo do vazio que tens nessa cabecinha. Mas coitado és uma réplica do que o António Guerreiro, através de Bordieu, apelidou de "doxosofos". Que existem à esquerda e à direita. A questão é a contracenação, ie, quem aceita ser contraparte nesta farsa. É necessário alguma baixeza muita estupidez e muito servilismo à grelha analítica vigente e à moral de bolso. Á esquerda os exemplos mais evidentes são o Daniel Oliveira e o clown-pop RAP.

Na dimensão politica Antonio Costa percebeu isso muito bem, a canalha só sobrevive se for alimentada com a sua dose diária de carniça, sem isso começa o processo autofágico. Vimo-los atarantados a exigir ( é essa a linguagem desta canalha antidemocratica) nas pantalhas " Dêem-nos uma linha do acordo para podermos vomitar o nosso veneno". Infelizmente o BE que é um movimento ou partido formatado pelas 24Hnews e que não consegue desligar do frenesim populista, furou o muro. A contracenação está nas veias do BE.

De Carlos a 08.11.2015 às 13:22

Boa tarde ;

Para além dos costumeiros insultos , qual é a ideia expressa no seu comentário ? António Costa percebeu muito bem que o caminho contrário ao seu desaparecimento da cena política era desencantar um acordo à esquerda, já que o único e verdadeiro objectivo deste acordo é impedir Passos Coelho de governar.Folgo em saber que tem a cabecinha cheia, resta saber é do quê.

De Joe Strummer a 08.11.2015 às 14:36

Es burro. O objectivo de qualquer partido ou organização política e precisamente impedir o adversário de governar, desde que o faça por meios democráticos. E isso a política, idiota. E acontece por essa Europa fora todos os dias. Mas para deixares o nível básico de argumentação e teres acesso ao nível seguinte tens que responder primeiro a questão das pensoes. Despacha-te, a ver se aprendes alguma coisinha.

De Carlos a 08.11.2015 às 19:13

Boa noite ;

Estava à espera que me ensinasse qualquer coisa para puder passar à fase seguinte , mas parece que a única especialidade do senhor é produzir insultos , o que não admira , está bem acompanhado , basta ler e ouvir as declarações públicas dos seus camaradas da política.Quando se é rasteirinho não há volta a dar.

De Joe Strummer a 08.11.2015 às 21:40

Cry me a river

De JS a 06.11.2015 às 21:05

Ainda bem que se fazem ouvir. Assim reforçam ainda mais a necessidade do acordo de esquerda.
Safa, de tanta caridade junta: melos vanz,..falta o Salgado, que neste momento tem sarna, se não também estava na vanguarda.

saludos.

De cristina a 08.11.2015 às 11:31

Este texto só pode set escrito por alguém que não trm a responsabilidade de ter a seu cargo a subsistência de várias famílias. Ser empresário é sentir essa responsabilidade. Qualquer empresário responsável sabe isso e está naturalmente preocupado.

De RMC a 08.11.2015 às 18:55

Está a gozar certo?!?

Comentar post




Sitemeter



Comentários recentes

  • MRocha

    Se está na lei que devem ser públicas, cumpra-se a...

  • Jaime Santos

    Trump, além de mentiroso, é sobretudo um egomaníac...

  • Joe Strummer

    Pois, mas convem não deixar que noutro lado se ins...

  • Anónimo

    E estou eu contratado pelo estado à 16 anos.

  • Daniel Silva

    Sim, a tendencia é sempre a mesma. O aumento salar...







«As circunstâncias são o dilema sempre novo, ante o qual temos de nos decidir. Mas quem decide é o nosso carácter.» Ortega y Gasset