Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

Este Governo, não sei porquê nem porque não, mas bem, deu em publicar, pelo segundo ano, o chamado orçamento cidadão (o de 2015 está aqui). Nele se ilustram os indicadores presentes nos longos e áridos mapas orçamentais de forma um bocadinho menos hermética, o que só se pode saudar.

 

E, o que já não se saúda, a forma como se explicam as coisas nem sempre é, como dizê-lo, isenta de spin governamental. Dito isto, lá pelo meio, num gráfico todo confuso, com colunas que respeitam umas a um ano, outras a quatro, outras a seis, e que são, portanto, incomparáveis, salta uma verdade.

 

Na segunda coluna a contar da esquerda. Vejam. A nova dívida entre 2010 e 2015 foi esmagadoramente para pagar o quê? Pensões? Ordenados? PPP's? Não, foi para juros. Para os credores. E sim, inclui o dinheiro da troika. Não somos gregos? Ai não que não somos:

variação divida.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)




Sitemeter



Comentários recentes

  • Zzzzz

    Qualquer comparação, equiparação, ao nazismo, abso...

  • Sérgio Lavos

    Concordo, devemos respeitar quem é diferente de nó...

  • Bruno

    Muito sinceramente, isto é tudo muito lindo, mas h...

  • alvaro silva

    Só vejo dores de cotovelo e premonições de catástr...

  • J P C

    Se é isso o que o meu comentário lhe faz lembrar, ...







«As circunstâncias são o dilema sempre novo, ante o qual temos de nos decidir. Mas quem decide é o nosso carácter.» Ortega y Gasset