Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



"Portugal quase duplicou a percentagem de jovens adultos com cursos superiores desde 2002 e reduziu para metade os desistentes do ensino com idades entre 18 e 24 anos."

 

De facto, a trajectória de Portugal ao longo dos anos só pode ser caracterizada pelo falhanço. É mesmo uma década perdida:

 

 

Gráfico 1: Percentagem de jovens adultos, entre os 30 e os 34, com conclusão de curso superior. (Fonte: EUROSTAT)

 

 

 

 Gráfico 2: Desistentes do sistema de ensino e formação (18-24 anos) (Fonte: EUROSTAT)

 

Mais sobre a década perdida na educação aqui e aqui.

Já agora, onde estão as declarações de Mário Nogueira a salientar estes resultados? Ah, já sei, não interessa falar sobre isto. Na volta descobre-se que os professores não se viram assim tão impedidos de promover o sucesso escolar. Vá lá a gente perceber estas coisas.

Autoria e outros dados (tags, etc)




Sitemeter



Comentários recentes

  • Jaime Santos

    Eu não entendi o comentário do Diogo Moreira nesse...

  • MRocha

    Se está na lei que devem ser públicas, cumpra-se a...

  • Jaime Santos

    Trump, além de mentiroso, é sobretudo um egomaníac...

  • Joe Strummer

    Pois, mas convem não deixar que noutro lado se ins...

  • Anónimo

    E estou eu contratado pelo estado à 16 anos.







«As circunstâncias são o dilema sempre novo, ante o qual temos de nos decidir. Mas quem decide é o nosso carácter.» Ortega y Gasset