Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



03
Jun

Gravitas

por CRG

A palavra não é um mero instrumento discursivo, uma ferramenta cujos respectivos sinónimos são equivalentes. Cada palavra transporta em si mesmo uma carga emocional, ideológica, histórica que transcendem o seu significado literal.

 

Van Morrison fazia questão de desconstruir: cantava em loop gloves loves loves gloves gloves loves gloves, triturava, mastigava como o Bexiguinha, as palavras até perderem todo o seu sentido, todo o seu poder, restando o som, a fonética, um simples mantra.

 

O mesmo acontece com personagens históricas. Em 2012, a Mercedes-Benz usou a imagem de "Che" Guevara para tentar vender carros de luxo. Por cá a Câmara Municipal de Santa Comba Dão procurou rentabilizar a marca "Salazar". E numa discussão é quase impossível não se encontrar comparações a Hitler.

 

O uso excessivo destes "símbolos" vai pouco a pouco erodindo a sua importância (porventura este terá sido o fundamento para a blasfémia), tornando-se simples caricatura, sem peso, sem gravitas.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


6 comentários

De Joe Strummer a 03.06.2014 às 10:34


A era do vazio. A descontextualização, a desterritorialização, a transferencia de símbolos, a reinterpretação, a colagem, o entretenimento.Anda tudo à procura da síntese, a amalgama de camadas de realidade, da piada perfeita.

De CRG a 03.06.2014 às 10:54

Como escreveu Pynchon:

"if nobody else original comes along, they’re bound to run out of arrangements some day. What then?’ What indeed. This sort of arranging and rearranging was Decadence, but the exhaustion of all possible permutations and combinations was death”

De Joe Strummer a 03.06.2014 às 12:28

Estamos na fase posterior dessa sequencia, onde já não existe sentido. É tudo uma questão de "edição".

De Joe Strummer a 03.06.2014 às 12:39


...e obrigado por evocares "Madame George". uma pérola.

De CRG a 03.06.2014 às 14:59

todo o álbum.

De Joe Strummer a 03.06.2014 às 15:10


Sim claro. Um dos melhores de sempre.

Comentar post




Sitemeter



Comentários recentes

  • Zzzzz

    Qualquer comparação, equiparação, ao nazismo, abso...

  • Sérgio Lavos

    Concordo, devemos respeitar quem é diferente de nó...

  • Bruno

    Muito sinceramente, isto é tudo muito lindo, mas h...

  • alvaro silva

    Só vejo dores de cotovelo e premonições de catástr...

  • J P C

    Se é isso o que o meu comentário lhe faz lembrar, ...







«As circunstâncias são o dilema sempre novo, ante o qual temos de nos decidir. Mas quem decide é o nosso carácter.» Ortega y Gasset