Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



11
Jul
Estimativas demográficas do Eurostat divulgadas esta quinta-feira mostram que Portugal registou em 2013 a mais baixa taxa bruta de natalidade entre os 28 estados-membros.
(...)
Ao mesmo tempo que registou 82.787 nados-vivos no ano passado, Portugal somou 106.543 mortes, o que equivale a dizer que perdeu 23.756 habitantes, só por causa do saldo natural negativo. Esta redução agrava-se ainda por via do saldo migratório, também negativo em mais de 36 mil habitantes. Tudo somado, o país perdeu 60 mil habitantes no último ano.
No século XIII, várias regiões da Alemanha registaram um forte êxodo para o leste, com a natural quebra da natalidade. Deste fenómeno terá surgido o conto “O Flautista de Hamelin”: o desaparecimento dos “filhos da terra” seria mais facilmente aceite se tal se devesse ao incumprimento da dívida ao flautista do que questionar o sistema económico que permitiu a concentração da quase totalidade das terras nas mãos de uns poucos, deixando os restantes como servos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)




Sitemeter



Comentários recentes

  • Jaime Santos

    Eu não entendi o comentário do Diogo Moreira nesse...

  • MRocha

    Se está na lei que devem ser públicas, cumpra-se a...

  • Jaime Santos

    Trump, além de mentiroso, é sobretudo um egomaníac...

  • Joe Strummer

    Pois, mas convem não deixar que noutro lado se ins...

  • Anónimo

    E estou eu contratado pelo estado à 16 anos.







«As circunstâncias são o dilema sempre novo, ante o qual temos de nos decidir. Mas quem decide é o nosso carácter.» Ortega y Gasset