Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



 

Cavaco no facebook, hoje:

 

"O que mais me vem à memória, no dia de hoje, são as afirmações perentórias de agentes políticos, comentadores e analistas, nacionais e estrangeiros ainda há menos de seis meses, de que Portugal não conseguiria evitar um segundo resgate. O que dizem agora?"

 

Cavaco no Palácio de Belém, a 10 de Julho de 2013:

 

"Este novo programa seria provavelmente mais exigente e teria condições mais gravosas do que aquele que atualmente está em vigor, com reflexos diretos – e dramáticos – no dia-a-dia das famílias. Além disso, não há sequer a garantia de que os parlamentos nacionais dos diversos Estados europeus aprovassem esse segundo resgate financeiro."

"O risco de termos de pedir um novo resgate financeiro é considerável. No caso de um segundo resgate, a posição de Portugal ficaria muito desvalorizada tanto na União Europeia como junto de outros países com os quais mantemos um intenso relacionamento económico."

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

De Jaime Santos a 05.05.2014 às 22:21

Este comentador diz que o Snr . Presidente acertou em cheio numa coisa. Portugal não tem um resgate, ou programa cautelar ou o que seja, porque os Governos dos diversos países europeus nem se atreveram a levar essa possibilidade aos respectivos parlamentos. Quanto aos juros baixos, o insuspeito 'Economist' diz que estamos sentados em cima de uma bolha especulativa provocada pela retirada dos capitais de Países em Desenvolvimento e pelo 'whatever it takes' do Sr , Draghi. Com a sorte que o Doutor Cavaco tem, ela irá rebentar nas mãos do Dr. Seguro e o PS será outra vez acusado de despesismo...

Comentar post




Sitemeter



Comentários recentes

  • João Rosa

    Este post já tem algum tempo mas desde que se inic...

  • Zzzzz

    Qualquer comparação, equiparação, ao nazismo, abso...

  • Sérgio Lavos

    Concordo, devemos respeitar quem é diferente de nó...

  • Bruno

    Muito sinceramente, isto é tudo muito lindo, mas h...

  • alvaro silva

    Só vejo dores de cotovelo e premonições de catástr...







«As circunstâncias são o dilema sempre novo, ante o qual temos de nos decidir. Mas quem decide é o nosso carácter.» Ortega y Gasset