Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Peter Kazimir é Ministro das Finanças da Eslováquia, região que, na altura em que pertencia à Checoslováquia, foi invadido por ter ousado alterar a linha dura de comunismo imposto por uma organização de países, em que apenas um deles detinha verdadeiro poder. Na Primavera de Praga, Dubček, o então PM, não queria acabar com o comunismo, não pretendia acabar com o Pacto de Varsóvia, apenas queria melhorar o sistema económico vigente, de forma a permitir que a economia crescesse, mais competitiva, tal como todos os economistas sugeriam, mantendo os valores comunistas. Receosos que tal pretensão se alastrasse pelos outros países do bloco os tanques do Pacto de Varsóvia invadiram a Checoslováquia, normalizando a situação e com isso, pensavam, o fim da Primavera de Praga. Na verdade, foi o princípio do fim do comunismo.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

De Abraham Studebaker a 16.07.2015 às 20:13

O comunismo foi uma verdadeira praga! Tudo se toleraria,mas aquela ideia de se oporem,melhor que ninguém,ao nosso pai na fé, Adolfo, não se pode perdoar. E um sistema dito com base científica nunca se poderá comparar com a nossa maravilha: todos ao molho e o mercado que escolha !

Comentar post




Sitemeter



Comentários recentes

  • MRocha

    Se está na lei que devem ser públicas, cumpra-se a...

  • Jaime Santos

    Trump, além de mentiroso, é sobretudo um egomaníac...

  • Joe Strummer

    Pois, mas convem não deixar que noutro lado se ins...

  • Anónimo

    E estou eu contratado pelo estado à 16 anos.

  • Daniel Silva

    Sim, a tendencia é sempre a mesma. O aumento salar...







«As circunstâncias são o dilema sempre novo, ante o qual temos de nos decidir. Mas quem decide é o nosso carácter.» Ortega y Gasset