Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



...mas o dever patriótico de Vítor Bento nem a isso chegou:

 

"O convite foi completamente inesperado. Estava fora das minhas conjeturas. Mas foi um dever quase patriótico. (...) Eu tinha a melhor vida possível, liderava uma empresa eficiente, que presta um serviço socialmente útil, era bem pago para o que fazia e tinha tempo e liberdade para uma atividade cívica que prezo muito", afirmou Vitor Bento, em entrevista à SIC.


O que vale é que os homens santos do sector privado mostram ao sector público a etiqueta e boas práticas no domínio empresarial.

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

De Joe Strummer a 15.09.2014 às 16:52

Hum...afinal a borboleta era ele.

Comentar post




Sitemeter



Comentários recentes

  • Zzzzz

    Qualquer comparação, equiparação, ao nazismo, abso...

  • Sérgio Lavos

    Concordo, devemos respeitar quem é diferente de nó...

  • Bruno

    Muito sinceramente, isto é tudo muito lindo, mas h...

  • alvaro silva

    Só vejo dores de cotovelo e premonições de catástr...

  • J P C

    Se é isso o que o meu comentário lhe faz lembrar, ...







«As circunstâncias são o dilema sempre novo, ante o qual temos de nos decidir. Mas quem decide é o nosso carácter.» Ortega y Gasset