Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



28
Mai

Da salubridade

por Sérgio Lavos

António José Seguro soma apoios à direita. De Marco António Costa e Pedro Santana Lopes aos blogues Blasfémias e Insurgente, passando pelo novel blogue Observador de José Manuel Fernandes, todos parecem querer a continuidade de Seguro, uma continuidade escudada num formalismo sem legitimidade entre os eleitores do PS (basta comparar o resultado de Costa em Lisboa o ano passado com o de Seguro este ano). Se o PS sensato não retirar uma conclusão desta vaga de fundo que tenta manter Seguro colado ao pouco poder que ainda tem (neste aspecto, o líder do PS é igual a Passos Coelho), estaremos condenados a uma vitória da direita nas legislativas ou a um Governo do Bloco Central com a tripla Passos/Seguro/Portas (com Marinho Pinto à espreita). Todos estes cenários são tão maus que não se vê como António Costa não possa chegar à liderança do seu partido. A bem da salubridade do país.

Autoria e outros dados (tags, etc)




Sitemeter



Comentários recentes

  • Jaime Santos

    Eu não entendi o comentário do Diogo Moreira nesse...

  • MRocha

    Se está na lei que devem ser públicas, cumpra-se a...

  • Jaime Santos

    Trump, além de mentiroso, é sobretudo um egomaníac...

  • Joe Strummer

    Pois, mas convem não deixar que noutro lado se ins...

  • Anónimo

    E estou eu contratado pelo estado à 16 anos.







«As circunstâncias são o dilema sempre novo, ante o qual temos de nos decidir. Mas quem decide é o nosso carácter.» Ortega y Gasset