Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

365 forte

Sem antídoto conhecido.

Sem antídoto conhecido.

03
Jan15

Até que enfim!

Pedro Figueiredo

Até que enfim que o PSD fez uma justa e expectável leitura do que pode vir a ser a realidade para o futuro. Neste caso, para 2015, ao comentar a mensagem de Ano Novo do Presidente da República. “Estamos convencidos que o novo ano vai ser melhor que os anteriores”, diz o PSD. Que nesta peça de um minuto e quarenta segundos, tem quarenta segundos de tempo útil, ficando o restante minuto para o seu actual companheiro de coligação, o CDS, que nas últimas sondagens eram o quarto partido, depois da CDU, com 7.3%. Admito que quando vi Nuno Melo pensei em ignorar, mas deixei ir até ao fim. Era o CDS que falava. No final, voltei a achar que devia ter ignorado, mas pelo menos ainda vi o CDS a incluir-se num futuro diálogo a três. É mesmo muito provável que a situação do país melhore significativamente em 2015, ultrapassando os anteriores. Sobretudo a partir de Outubro. Posso estar de acordo com as convicções do PSD (estão convencidos) para este ano que entra, mas será certamente por razões antagónicas.

«As circunstâncias são o dilema sempre novo, ante o qual temos de nos decidir. Mas quem decide é o nosso carácter.»
- Ortega y Gasset

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

No twitter

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D