Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



09
Mar

Agradecer a Cavaco

por Nuno Pires

loureiro_costa_cavaco

 

Cavaco Silva deixou de ser Presidente da República e têm-se lido, nas redes sociais e em alguns meios de comunicação social, várias críticas ao antigo inquilino do Palácio de Belém.
Salvo algumas declarações de membros dos partidos de direita, não se tem visto o merecido e necessário reconhecimento ao papel de Cavaco Silva para a política e para o país, nos últimos 30 anos.
Não é por Cavaco ser o Presidente com a mais baixa taxa de popularidade da nossa história que não devemos realçar o contributo que a sua intervenção política nos deixa. Vai daí, aqui fica uma pequena lista, não exaustiva, de agradecimentos que quero deixar a Cavaco.

Um agradecimento a Cavaco pela destruição da frota pesqueira nos anos 80, e pela demonstração de coerência ao eleger o mar como o grande desígnio da sua presidência.
Agradecer a Cavaco a atribuição de pensões a dois inspetores da extinta PIDE/DGS, recusando-a a Salgueiro Maia.
Um sentido agradecimento pela forma hábil de lidar com contestação social, de que as cargas policiais na praça da portagem da Ponte 25 de Abril são, talvez, o melhor exemplo.
Agradecer a Cavaco pela genialidade nos negócios, tendo conseguido lucrar milhares de euros com ações da SLN, detentora do BPN, que hoje pagamos todos.
Agradecer, também, pela hipocrisia demonstrada aquando das cerimónias fúnebres de José Saramago, ocasião em que resolveu demitir-se das suas funções e dedicar-se a brincar com os netos.
Há ainda que agradecer a Cavaco pela gentil oferta do Pavilhão Atlântico ao genro, a um custo incrivelmente baixo. Um negócio que nos deve inspirar e motivar a todos.
Portugal deve um enorme agradecimento a Cavaco também pela insólita "inventona de Belém", em que se instrumentalizou, de forma mesquinha, a Presidência da República para fins eleitoralistas, num dos episódios mais vergonhosos da história democrática do país.
Um agradecimento pelo seu lastimável discurso de tomada de posse em 2011, que incluiu um apelo a sobressaltos cívicos, e onde revelou uma peculiar noção do "limite dos sacrifícios", cuja peculiariedade reside no facto deste limite ter desaparecido assim que a direita assumiu a governação do país.
Um último agradecimento, ainda, por ter oferecido à política e ao país figuras como Dias Loureiro ou Oliveira e Costa. Estou certo que estes também lhe estão muito agradecidos.

A lista poderia continuar, mas isto é aquilo que me ocorre no imediato. 

O homem que disse que foi à Figueira da Foz fazer a rodagem a um carro, mas que curiosamente levava consigo discursos preparados, ofereceu-nos a todos inúmeras lições sobre como não estar na política. Cavaco é um exemplo vivo de uma má e lesiva intervenção na vida pública, e este texto é apenas uma pequena amostra daquilo que nos deixa e merece ser recordado.

Obrigado.

 

(na fotografia, Dias Loureiro aponta o caminho, Oliveira e Costa identifica uma nova oportunidade de negócio e Cavaco olha para o lado; desconheço o autor)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


43 comentários

De Anónimo a 09.03.2016 às 14:25

este Sr. devia lavar bem a língua...ou então falar de Armado Vara, Mário Soares e Filho e mais recentemente de José Sócrates, para não enumerar mais "lacaios"....a história irá fala por si e dar o merecido valor a quem o tem e merece

De TicoTico a 09.03.2016 às 14:32

E este Merda que se identifica como anonimo, devia de tomar banho com acido sulfúrico, para que nem pó ficasse no ar. meu grande miserável, leste as verdades e queres falar sobre o quê , sobre a grande merda que foi e é cavaco silva.

De gui a 09.03.2016 às 14:39

atrasado mental

De Kikas a 10.03.2016 às 00:28

Pega lá o atestado e não voltes a aparecer por aqui... ATRASADO MENTAL.

De Tiago Ferreira a 10.03.2016 às 12:52

Pode ler o texto e dizer que tudo aquilo é mentira, em vez de desviar a atenção para outros, culpados ou não, que não são chamados para aqui, não tiveram a preponderância que este sr.Silva teve, nem gozaram de estatuto nem honras semelhantes.

De Tiago Ferreira a 10.03.2016 às 13:03

se tiver coragem de desmentir, lave bem a língua depois, mas duvido que o consiga fazer...
já agora, o texto até é muito suave.
A História um dia fará justiça, eu espero viver o suficiente para ver algumas pessoas a engolir a verdade sobre o Escavaco Tudo.

De Anónimo a 09.03.2016 às 14:26

Eu não sei se este texto é de alguém ligado ao PC. Eu não o sou, mas, acho que está formidável e talvez só tenha pecado por escasso. E que infelizmente haveria muito mais a dizer.

De Anónimo a 09.03.2016 às 14:34

Texto muito lúcido e, infelizmente, um relato REAL, embora escasso (mas suficientemente expressivo) do muito que tivemos que aguentar, com danos significativos, alguns irreparáveis.
Ecos de má memória, que a partir de hoje todos queremos e merecemos ver ultrapassada.
Parabéns ao autor, e obrigada por nos representar nas suas sábias palavras.

De Anónimo a 09.03.2016 às 14:50

O Dias Loureiro está a apontar para o Duarte Lima, que se atrasou da expedição aos terrenos de Oeiras.

De Kikas a 10.03.2016 às 00:30

Nada disso pá. Está apontar para o Duarte Lima a fugir do Brasil depois de matar avelha...

De anonimo1 a 09.03.2016 às 15:00

Alguns não sabem que o Cavaco ganhou eleições com mais de 50% do povo a votar nele e não foi como o Costa que teve 28% uma derrota abaixo da vitoria pequena que ele disse que o Seguro teve

De Anónimo a 09.03.2016 às 15:34

Detalhe, 50% dos votos não é o mesmo que 50% do povo. O povo português por mais estupido que seja, não tem metade a gostar desse imbecil. Quanto á azia eleitoral, basta ir tomar uns comprimidos da constituição, que isso passa.
São genéricos e gratuitos.

De Anónimo a 09.03.2016 às 15:08

Tá LINDO!!!! EXCELENTE!!

De Jorge a 09.03.2016 às 15:26

Cavaco a olhar para o lado...???? Nada disso; estava a localizar Bolo Rei pra encher a boca...

De Mais um a 09.03.2016 às 15:26

A Democracia é um incomodo quando não elegem o nosso candidato.
O Povo é ignorante, mais não sei o quê, eu é que sei que sou mais esperto que os outros. ..
Já parou para reparar no currículo político de Cavaco? Aponte 1 politico que seja que tenha feito mais que ele.
Insultos (da esquerdalha acéfala) em 3, 2, 1...

De Rói Rói a 09.03.2016 às 21:01

Américo de Deus

De Anónimo a 09.03.2016 às 22:22

roubado mais do que ele quer o senhor dizer. É lamentavel que se fale de esquerda e direita. são todos iguai. Como +e que +a pessoas que defendem os politicos que nos enterram todos os dias.
Triste povo pobre de espirito.

De Anónimo a 09.03.2016 às 15:35

Bem dito...e para aqueles que apontam logo referências da esquerda, um lembrete: a política não é como o futebol! Ter um partido ou uma inclinação partidária não pode ser pretexto para fecharmos os olhos às atuações dos nossos políticos...seja da esquerda, direita, de cima ou de baixo! Infelizmente temos e teremos maus políticos. Cabe ao povo educar-se e perceber quando é enganado. O Cavaco não vai deixar saudades, com certeza...

De Anónimo a 09.03.2016 às 15:43

Melhor tarefa do Cavaco Silva foi conseguir unir a esquerda para formar governo, sim foi ele sozinho que fez isso

De Anónimo a 09.03.2016 às 15:52

Palavras sábias. Esse é um mérito que ninguém lhe pode retirar.

De Anónimo a 09.03.2016 às 17:49

Deu-me imenso prazer, vê-lo obrigado a comer da sopa que ele azedou. Foi vingança, o prato servido em fim de mandato. Fez-se alguma justiça!

Comentar post


Pág. 1/3




Sitemeter



Comentários recentes

  • MRocha

    Se está na lei que devem ser públicas, cumpra-se a...

  • Jaime Santos

    Trump, além de mentiroso, é sobretudo um egomaníac...

  • Joe Strummer

    Pois, mas convem não deixar que noutro lado se ins...

  • Anónimo

    E estou eu contratado pelo estado à 16 anos.

  • Daniel Silva

    Sim, a tendencia é sempre a mesma. O aumento salar...







«As circunstâncias são o dilema sempre novo, ante o qual temos de nos decidir. Mas quem decide é o nosso carácter.» Ortega y Gasset