Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



30
Jun

Sê bem-vinda

por David Crisóstomo

 

"Croatia faces important challenges in terms of reviving growth, strengthening public finances and promoting competitiveness," the Commission wrote.

Estás em casa. Desculpa aí pelo Barroso, sim? A partir de amanhã já te habituas.

 

Dito isto, sê bem aparecida cara amiga. Na segunda-feira teremos aqui uma pequena, tímida cerimónia para celebrar a tua entrada no clube. Todavia, tudo indica que não lá estará nenhum representante do governo português. Nenhum evento ou voto especial de saudação se deverá realizar na parlamento cá do burgo. O mesmo que, em 2012, aprovou a tua adesão, ratificada na véspera do dia de Todos-os-Santos. Fomos discretos. E seremos ainda mais discretos amanhã. Mas não leves a mal a falta de sentido de estado daqueles que actualmente representam este nosso estado. Um estado onde, ao contrário de ti, nunca se referendou esta integração plurinacional. No ano passado, 66% dos teus aprovaram a europeísta ideia, num consenso que nos anima por revelar que ainda existe esperança neste pensamento em tempos tão pardacentos. Amanhã celebrarás esta nova fase da tua existência nacional. Amanhã, na celebração que se realizará na Praça Ban Jelačić, no centro de Zagreb, haverá uma bandeira estranha num edifico desse rossio. É sede da representação diplomática duma pátria velha. Nessa pátria velha há um desejo de felicidade para ti neste novo projecto, europeu por excelência. Esperemos que possas no futuro vê-lo com os olhos que nós outrora o vimos: um projecto de desenvolvimento, de solidariedade e de fraternidade entre nações. E és um bom exemplo disso. Tu que participaste na reconstrução da bósnia Stari Most [Ponte Velha] de Mostar destruída em 1993, vitima da guerra na tua vizinha Bósnia-Herzegovina. Reconstrução essa que foi talvez dos melhores exemplos do sentimento europeu, um "símbolo da reconciliação, da cooperação internacional e da coexistência de diferentes comunidades culturais, étnicas e religiosas" nas palavras da UNESCO. Na reabertura da ponte em 2004, o poeta Ivan Lovrenović declarou: “Enquanto voam as andorinhas que brincam com o vento sob os arcos da ponte, brindo dizendo: cá estamos nós”. Agarremos-nos a esse lirismo.

Sê bem-vinda.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

De Margarida a 30.06.2013 às 23:55

Aprecio muito o seu blog. Todos os dias tenho visitado o mesmo e delicio-me com os seus posts. Espero que continue com o bom trabalho.

Cumprimentos

Margarida Fonseca Dias

www.europeanemaildatabases.com (http://www.europeanemaildatabases.com)

Comentar post




Sitemeter



Comentários recentes

  • Jaime Santos

    Eu não entendi o comentário do Diogo Moreira nesse...

  • MRocha

    Se está na lei que devem ser públicas, cumpra-se a...

  • Jaime Santos

    Trump, além de mentiroso, é sobretudo um egomaníac...

  • Joe Strummer

    Pois, mas convem não deixar que noutro lado se ins...

  • Anónimo

    E estou eu contratado pelo estado à 16 anos.







«As circunstâncias são o dilema sempre novo, ante o qual temos de nos decidir. Mas quem decide é o nosso carácter.» Ortega y Gasset