Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O artigo do Gonçalo Portocarrero de Almada volta a basear a argumentação sobre os perigos e os horrores da co-adoção em casais do mesmo sexo na questão da 'natureza'. Que ter dois pais ou ter duas mães ou um homem que tem preservativos no bolso ou uma mulher que toma a pílula ou um homem sem bigode ou uma mulher de calças ou a transgressão de outras noções predefinidas são uma violação da que é 'natural'. O argumento não é novo e é abundantemente utilizado aqui pela classe dos naturistas de serviço. É lê-los e ouvi-los: natureza natureza natureza natureza natureza natureza natureza natureza natureza natureza. O Paulo Pinto já refletiu sobre a génese deste pensamento.

Excelentíssimos senhores e excelentíssimas senhoras do primado da Lei Natural, oh grandes defensores da não-intervenção no 'curso natural da vida', permitam-me que vos relembre uma pequena característica do conceito 'a Natureza tem sempre razão':

 

In the Neolithic, the average life expectancy at birth was 20 years.


É um conceito neandertal.


Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

De André Esteves a 31.05.2013 às 14:11

E no paleolítico era superior: 34 anos...

Comentar post




Sitemeter



Comentários recentes

  • Jaime Santos

    Eu não entendi o comentário do Diogo Moreira nesse...

  • MRocha

    Se está na lei que devem ser públicas, cumpra-se a...

  • Jaime Santos

    Trump, além de mentiroso, é sobretudo um egomaníac...

  • Joe Strummer

    Pois, mas convem não deixar que noutro lado se ins...

  • Anónimo

    E estou eu contratado pelo estado à 16 anos.







«As circunstâncias são o dilema sempre novo, ante o qual temos de nos decidir. Mas quem decide é o nosso carácter.» Ortega y Gasset