Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O PM de Portugal, a 15 de maio de 2011.

Na passada 6ª feira, 1 de Março, João Miguel Tavares identifica o décimo (leram bem, o décimo) jornalista da redação do Diário de Notícias para cargos de nomeação directa no actual Governo (ver abaixo).

Estou certa de que tudo não se tratará de uma coincidência. Mas a verdade é que, por menos coincidências, houve intervenções no Parlamento Europeu e falou-se de asifixia democrática. Claro que isto é completamente diferente. Completamente diferente. O facto de Rudolfo Rebelo, por exemplo, em 2008, escrever esta gracinha, ou esta, ou esta, não tem, naturalmente, qualquer relação com a sua transferência para o Governo.

E como nada dura para sempre, aguardo pelo dia em que Rudolfo Rebelo ou os outros 9 génios (parabéns à Controlinveste, devem ter uma cantera melhor que a do Barcelona) regressem aos jornais. E que falem de forma livre e oh-so-tão-descomprometida do poder em qualquer análise que façam.




Autoria e outros dados (tags, etc)




Sitemeter



Comentários recentes

  • Jaime Santos

    Eu não entendi o comentário do Diogo Moreira nesse...

  • MRocha

    Se está na lei que devem ser públicas, cumpra-se a...

  • Jaime Santos

    Trump, além de mentiroso, é sobretudo um egomaníac...

  • Joe Strummer

    Pois, mas convem não deixar que noutro lado se ins...

  • Anónimo

    E estou eu contratado pelo estado à 16 anos.







«As circunstâncias são o dilema sempre novo, ante o qual temos de nos decidir. Mas quem decide é o nosso carácter.» Ortega y Gasset