Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



29
Out

Inoportuno e altamente perigoso

por Pedro Figueiredo

O constitucionalista Jorge Miranda considerou ser inoportuna uma revisão constitucional para se mexer nas funções sociais do Estado. Acrescentaria que para além de inoportuna seria mesmo altamente perigosa. Por dois motivos de força ainda maior:

 

1) Se a Constituição ainda é o último baluarte de algumas garantias dos cidadãos – apesar de haver quem considere o Tribunal Constitucional uma força de bloqueio à governabilidade desta coligação –, imagine-se o que seria ver estas propostas sociais suicidas sem qualquer entrave legal à sua implementação.

2) Alguém reconhece, nas actuais lideranças partidárias, a necessária maturidade política para levar a cabo uma revisão constitucional?

 

Ainda bem para o país, nesta matéria, que não há qualquer possível entendimento entre os intervenientes para tal missão. O país finalmente fica a ganhar em alguma coisa nesta crise. Ainda que uma revisão constituicional seja tão necessária como urgente, mas nunca em cenários como este.

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

De Teofilo M. a 30.10.2012 às 19:59

Infelizmente, em Portugal, quando não arranjam ideias nem soluções, tendem a servir-se da revisão da constituição para disfarçar a incompetência.

De Pedro Figueiredo a 31.10.2012 às 12:40

E perigosa numa altura destas!

Comentar post




Sitemeter



Comentários recentes

  • Jaime Santos

    Eu não entendi o comentário do Diogo Moreira nesse...

  • MRocha

    Se está na lei que devem ser públicas, cumpra-se a...

  • Jaime Santos

    Trump, além de mentiroso, é sobretudo um egomaníac...

  • Joe Strummer

    Pois, mas convem não deixar que noutro lado se ins...

  • Anónimo

    E estou eu contratado pelo estado à 16 anos.







«As circunstâncias são o dilema sempre novo, ante o qual temos de nos decidir. Mas quem decide é o nosso carácter.» Ortega y Gasset