Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



27
Out

Refunda isto

por Vega9000

Por acaso, Pedro, sou dos que acho que essa tua ideia de refundar o acordo com a troika é capaz de ser muito boa. Afinal, o teu partido “identificava-se” com o memorando, que considerava como o seu programa, e acredito que estejas com muitas saudades do entusiasmo do PSD com este, o mesmo entusiasmo que te fez ir “mais além”. Bons tempos, não eram?

Está na altura de recuperar esses bons tempos de esperança, de dar um novo alento ao país, de reafirmar a confiança que os cidadãos em ti depositaram.

Tenho por isso uma proposta para te fazer: a melhor maneira de refundar o acordo com a Troika, de recuperar esse entusiasmo dos primeiros tempo, é ires a eleições. Agora, o mais rápido possível, antes do orçamento. No fundo, renovar os votos com o eleitorado, que anda ultimamente tão distante e não te compreende. Tens de ganhar de novo o entusiasmo perdido da população com a explicação dos teus sucessos. De como reduziste a despesa. De como a balança comercial está positiva, e o grande sucesso que isso representa. Da gente competente que tens à tua volta, do génio das finanças Gaspar, das contas certinhas e modelos infalíveis,  ao astuto Álvaro, a descobrir oportunidades onde mais ninguém as vê, ao incansável Relvas, o exemplo de honestidade. De caminho, explicas muito bem explicadinho aos eleitores o que entendes por “reformular as funções do estado”, o teu plano para o crescimento, as tuas implacáveis negociações com a troika, as tuas intermináveis viagens por essa Europa fora a defender o país com unhas e dentes. Tens o pin à lapela, homem, sinal que és um patriota. Acredita, não falha. Não pode falhar.
E no final, com a legitimidade renovada que apenas a vitória eleitoral permite, podes então considerar o acordo “refundado”. És um tipo de coragem, tu próprio o dizes, e os tempos não estão para fracos. Vamos a isso?

Autoria e outros dados (tags, etc)


8 comentários

De Custodio a 28.10.2012 às 00:19

Pessoal que aquando do chumbo do PEC4 falava em irresponsabilidade, que era um erro o país ir para eleições, etc e tal, agora com a cara lavada defende o mesmo ou pior. Vêm cobrar redução da despesa, eles que eram peritos em arranjar argumentação para desculpar os desvios e as derrapagens no governo Sócrates.
Quem não te conhecer que te compre.

De Jiza a 28.10.2012 às 09:37

E o pessoal que aquando o chumbo do PEC exigia eleições e agora se esconde na tal "irresponsabilidade e erro em o país ir a eleições numa situação tão delicada"?
No campeonato de deturpação do passado vale tudo não é? Esquece-se é que a demagogia barata têm um problema : mais tarde volta para morder o dono nas canelas.
O que vale é que o povo já vos topou.

De Inês Corte Real a 28.10.2012 às 17:00

Vega9000
Estou completamente de acordo com todo o seu texto. Temos um Pedro arguto, mentiroso, completado com mais amiguinhos de outras eras, a quem não pode dizer não. Portugal nas mãos destes senhores, com ideias peregrinas e sinistras. O país não irá suportar tanto corte.
Pedro P. Coelho não tem perfil para ministro. Não vê, não ouve e os discursos que faz realmente não estão dentro do que afirmou em campanha eleitoral. Poderia sim fazer um favor aos portugueses: Demitir Relvas, que já nem sabe o curso que tirou; Gaspar, o iluminado que continua zangado com a realidade,por esta continuar a impedir que os seus planos batam certo; Pedro M Soares também podia ir no pacote pois não faz grande falta. Precisamos de pessoas credíveis e sérias.
Quanto a Portas continua a fugir entre os "pingos da chuva" com medo que encontrem as facturas dos submarinos !!!!!!!
Continue no blog,pois faz falta elucidar. Portugal ainda tem pessoas inteligentes. Um Abraço

De Vega9000 a 28.10.2012 às 19:12

Obrigado pela simpatia, Inês.

De S. Bagonha a 28.10.2012 às 19:41

Olha..., é a primeira vez que cá venho e apanho logo com uma "arrastadeira" de serviço. E ainda por cima faz-me lembrar de um outro Custódio, bêbado como um cacho, e que também era lerdo das ideias como este. Adiante.
Bom post Vega, mas quanto ao anormalóide do PM seguir as tuas sugestões, pois...., tá bem abelha.

De jose a 29.10.2012 às 08:19

Hoje, já ganhei o dia! Descobri o vosso blog, muito bom.
Continuem, com este excelente trabalho.
Nestes dias incertos e, mais do que nunca, o cidadão deve ser activo e participativo, e fazer uso das sua única arma: a palavra e, sabe-la usar é, uma virtude.
Vocês aqui, cumprem o serviço, são os verdadeiros soldados da palavra.
Obrigado!

De João hartley a 29.10.2012 às 11:37

Faz-me uma espécie de confusão semântica esta ideia da "refundação", palavra que não encontro em qualquer dicionário. Por outro lado, "refundar", segundo o dicionário online da Priberan, significa "Tornar mais fundo, profundar, afundar". Conclui-se, portanto, que não se deve esperar nada de bom daqui. Siga a queda...

De António Oliveira a 29.10.2012 às 16:12

A fome do poder resultou no que está à vista. O homem não tinha "tarimba" para se meter nisto.

Comentar post




Sitemeter



Comentários recentes

  • Jaime Santos

    Eu não entendi o comentário do Diogo Moreira nesse...

  • MRocha

    Se está na lei que devem ser públicas, cumpra-se a...

  • Jaime Santos

    Trump, além de mentiroso, é sobretudo um egomaníac...

  • Joe Strummer

    Pois, mas convem não deixar que noutro lado se ins...

  • Anónimo

    E estou eu contratado pelo estado à 16 anos.







«As circunstâncias são o dilema sempre novo, ante o qual temos de nos decidir. Mas quem decide é o nosso carácter.» Ortega y Gasset