Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



20
Nov

A China, o PC e a EDP

por Ricardo Sérgio

O Estado chinês é o maior acionista das 150 maiores empresas do país e determina o rumo de milhares de outras, diz o Economist, num artigo intitulado A Mão Visível e publicado já no início de janeiro.

Casos semelhantes acontecem na Rússia ou no Brasil­.

O Estado Português, na ânsia de agradar a alemães e a troikanos, tem vindo a desbaratar o património luso e, depois da EDP, seguir-se-á a TAP, a ANA, várias outras empresas de transportes, a comunicação social – RTP, Lusa -, a Educação, a Saúde.

E isto acontece quando, nas antípodas, se mantém ou reforça lógicas inversas, optando-se por um reforço do Estado no Estado.

Inversamente também, o maior acionista da EDP – o chinês Cao Guangjing, presidente da empresa "China Three Gorges", entrou a 14 de novembro para o Comité Central do Partido Comunista daquele país.

Curioso, por isso, que aqueles que defendem Estado Chinês no Estado Chinês, sejam os que cá aproveitam o Estado capital para por um bocadinho de Estado Chinês no Estado que afinal deveria ser português.

Autoria e outros dados (tags, etc)




Sitemeter



Comentários recentes

  • Zzzzz

    Qualquer comparação, equiparação, ao nazismo, abso...

  • Sérgio Lavos

    Concordo, devemos respeitar quem é diferente de nó...

  • Bruno

    Muito sinceramente, isto é tudo muito lindo, mas h...

  • alvaro silva

    Só vejo dores de cotovelo e premonições de catástr...

  • J P C

    Se é isso o que o meu comentário lhe faz lembrar, ...







«As circunstâncias são o dilema sempre novo, ante o qual temos de nos decidir. Mas quem decide é o nosso carácter.» Ortega y Gasset