Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



20
Nov

There's only one Ronaldo

por Nuno Oliveira

A história explica-se em parte pelo trauma dos adeptos do Machester United com Ronaldo, o Fenómeno. Corria o ano de 2003. Liga dos Campeões. O Manchester United tinha perdido a primeira mão em Madrid 3-1 contra o Real de Raúl, Roberto Carlos, Figo, Zidane... e Ronaldo. A segunda mão destes quartos de final, em Old Trafford a 23 de Abril, confrontava os clubes vencedores de três das quatro anteriores edições da Liga dos Campeões.

 

O resultado foi um dos melhores jogos de futebol da história. Uma noite memorável para adeptos do Real apurado e  para adeptos do Manchester que apesar da eliminação do seu clube brindaram, no final da partida, todos os jogadores com uma standing ovation. Apesar da vitória do United por 4-3 o herói da noite é Ronaldo, o Fenómeno que com o seu hat-trick coloca o Real a vencer 0-1, 1-2 e 1-3 permitindo a sensação de controlo do jogo e da eliminatória. A ponto de ter direito a uma ovação só para si no momento em que é substituído, aos 67 minutos:

Reza a lenda que na audiênca se encontra um milionário russo Roman Abramovich que fica de tal forma entusiasmado com o espectáculo que decide naquele momento comprar um clube de futebol.

 

Seis meses depois, num particular contra o Sporting na inauguração do Alvalade XXI, Ferguson rende-se a um outro Ronaldo, uma promessa de futebol português. A história é conhecida. A partir desse momento havia Ronaldo, o Fenómeno e Ronaldo, o outro, o Cristiano. Os anos que se seguem são marcados para ascenção meteórica de Cristiano Ronaldo e em sentido oposto pela transição de Ronaldo, o Fenómeno para Ronaldo, o Gordo.

 

Com o passar dos anos aumenta a tentação da comparação. No estilo excessivo próprio dos adeptos, os fãs do Manchester United adoptam um cântico "There's only one Ronaldo". Em 2009, o próprio clube aproveita para vender o cântico em merchandising. Ronaldo, o Fenómeno prossegue a sua curva descendente com ostensivos problemas em controlar o peso resultantes de um hipertiroidismo só mais tarde revelado. Não obstante, os adeptos do Corinthians, onde viria a terminar a carreira, fazem uma camisola de resposta exibindo o palmarés de Ronaldo Luís Nazário de Lima.

Certamente Cristiano Ronaldo não igualará os dois títulos mundiais de Ronaldo, o Fenómeno. No entanto, em quaisquer outros parâmetros Cristiano Ronaldo ou já ultrapassou ou está em vias de ultrapassar o desempenho de Ronaldo, o Fenómeno em toda a sua carreira de clube. 
 

Neste momento, parece definitivo que Ronaldo já não se compara com Ronaldo, o Fenómeno. Ronaldo está numa escala onde já só estarão Pelé, Maradona... e Messi. There's only one Ronaldo.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


15 comentários

De Equipa SAPO a 20.11.2013 às 16:57

Boa tarde,
este post está em destaque na área de Opinião do SAPO.
Cumprimentos,
Isabel Oliveira Dias - Portal SAPO

De Nuno Oliveira a 21.11.2013 às 10:39

Obrigado. ;)

De José C. M. Velho a 20.11.2013 às 19:05

O Ronaldo é um jogador vulgar com uma performance muito baixa, indigno de tamanha algazarra. Mas quem é que querem que marque os golos, o Rui Patrício? Claro que tem que ser o Ronaldo e quantos? Só três? A Suécia só marcou menos um. Onde está o brilhantismo de Ronaldo? Ele está ali para isso para marcar e com o estrelato que lhe apontam, devia ter marcado uma dúzia e não apenas só 3, com toda a equipa a trabalhar para ele, porque o Paulo Bento também já não dá mais e tem muita esperança que o Ronaldo marque. Esta seleção quando chegar ao Brasil virá rapidamente embora e tal sucederá pela incompetência de Ronaldo e de Paulo Bento, pois tanto um como o outro estão muito convencidos da ilusão e da gritaria do povo descerebrado que aplaude a mediocridade como se fosse excelência. Não há excelência nenhuma. O jogo foi pobre, sem brilho e só nos últimos momentos lá veio um esforçosito suplementar, quando já estavam a ver a coisa a dar para o torto, e bafejados pela sorte lá se safaram; sim, foi sorte e safaram-se, nada mais, pois a qualidade e a excelência estiveram num nível rastejante, indigno e vergonhoso. A incompetência de Paulo Bento e a infantilidade de Ronaldo deram os resultados que até aqui temos assistido. Caso não cresçam entretanto, o Brasil será uma viagem de ida com rápido regresso. E parem com a bacoquice e a algazarra desmedida digna de um país de Salazar, onde a ignorância aplaudia o regime, a Fátima dos pastorinhos, o fado e a banalidade do futebol. Se houvesse de facto motivo sério para aplaudir, então aplauda-se, mas o simples facto da seleção se ter desenrascado à última da hora não é motivo para tanto alarido, pois foi só um desenrascanço. Se de facto a Seleção e o Ronaldo fossem assim tão grandes e gigantescos não tinham ido a esta final, nem tinham feito um jogo mediocre como o que fizeram, só se safando no fim. Uma vergonha de jogo, de adeptos descerebrados e fanáticos; uma vergonha de país. Já os jornais, as televisões, etc., esses, com tão grandes manchetes só querem é aproveitar-se da onda, surfá-la e vender bem o seu produto, por isso vão na onda da maioria e acabam por alimentar este monstro enorme e estúpido que só sabe ver com o coração e não com o cérebro, que há muito não sabe usar. Merda para o monstro, morra o monstro, morra já. Pim.

De Sousa a 20.11.2013 às 23:45

O José, percebe tanto de futebol como eu percebo de comandos de um avião, que é zero, rien

De Nuno Oliveira a 21.11.2013 às 10:30

José,

Registo como brilhante o seu exercício de ironia. A forma subtil mas mordaz como se insurge contra os críticos de Ronaldo e da selecção é absolutamente sublime.

De Tito a 20.11.2013 às 21:37

There\'s only one El Comandante.

De Gilmar a 20.11.2013 às 22:36

O Ronaldo o Comadante do Mundo dos Futebol .

De GILMAR a 20.11.2013 às 22:56

O Ronaldo avisa os portuquesses que o portugal irá traçer a taça do Brasil 2014.esse é a promessa do C Ronaldo.

De Sousa a 20.11.2013 às 23:43

O José, percebe tanto de futebol como eu percebo de comandos de um avião, que é zero, rien

De Adepto a 21.11.2013 às 11:28

O José é mesmo muito "Velho".

De Clemente a 22.11.2013 às 19:03

Cristiano Ronaldo é um geogador encomparave esa epuca éugolilhador merece abola de oro se não megano? Uque achem primero Homem da FIF.

De Anónimo a 22.11.2013 às 19:09

Cristiano Ronaldo é um geogador encomparave esa epuca éugolilhador merece abola de oro se não megano? Uque achem primero Homem da FI

De francisco TChipa Gasoli a 23.11.2013 às 06:58

Élimerci levari bola de oru Cristiano Ronaldo

Comentar post


Pág. 1/2




Sitemeter



Comentários recentes

  • João Rosa

    Este post já tem algum tempo mas desde que se inic...

  • Zzzzz

    Qualquer comparação, equiparação, ao nazismo, abso...

  • Sérgio Lavos

    Concordo, devemos respeitar quem é diferente de nó...

  • Bruno

    Muito sinceramente, isto é tudo muito lindo, mas h...

  • alvaro silva

    Só vejo dores de cotovelo e premonições de catástr...







«As circunstâncias são o dilema sempre novo, ante o qual temos de nos decidir. Mas quem decide é o nosso carácter.» Ortega y Gasset