Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Ontem, numa sessão do PSD, Carlos Moedas fez a defesa de um objectivo de défice de 4% em vez dos 5% do PIB defendidos pelos PS. O Secretário de Estado Adjunto do Primeiro-Ministro deu-se ao trabalho de se afirmar chocado com o facto de o PS defender a meta de 5%. (Lá iremos quanto ao facto de o próprio Vice-Primeiro-Ministro ter defendido uma meta de 4,5%.) 

Carlos Moedas explicou então que este 1% do PIB representava 1600 milhões de euros. Disse então este acréscimo no défice representaria um acréscimo idêntico na dívida pública que por sua vez teria uma consequência de 80 milhões de euros por ano em juros. Vamo-nos dispensar também de comentar o facto de para este propósito ter assumido um juro de 5%

 

O raciocínio de Carlos Moedas pretendia afirmar fazer-se um corte de 1600 milhões de euros para permitir poupar 80 milhões de euros em juros. E que estes representam a remuneração de 3 mil polícias, um ano de propinas de todos os estudantes do ensino superior ou o financiamento de 16 milhões de consultas. Justifica Moedas que é preciso "olhar para os números e ver o que é que eles significam na nossa realidade."

 

Mas não é só útil "ver o que é que significa na nossa realidade" o número de 80 milhões de euros. Não há razão para nos ficarmos por aqui. Também é útil saber o que "significa na nossa realidade" o número de 1600 milhões de euros na mesma linha pedagógica de Carlos Moedas. Ora, estes 1600 milhões de euros adicionais que o Governo irá cortar representam a remuneração de 60 mil polícias, 20 anos de propinas de todos os estudantes do ensino superior ou o financiamento de 320 milhões de consultas.

 

Ou seja, se o Governo afirma querer cortar 1600 milhões de euros para poupar 80 milhões de euros podemos dizer, usando a analogia de Carlos Moedas, que o Governo quer cortar o valor correspondente à remuneração de 60 mil polícias para poupar o valor correspondente remuneração de 3 mil polícias.

 

Significa que o Governo quer cortar o valor de 20 anos de propinas para poupar o valor de um ano de propinas.

 

Significa que o Governo quer cortar 320 milhões de consultas para poupar 16 milhões de consultas.
 

Perceberam?

Autoria e outros dados (tags, etc)




Sitemeter



Comentários recentes

  • Zzzzz

    Qualquer comparação, equiparação, ao nazismo, abso...

  • Sérgio Lavos

    Concordo, devemos respeitar quem é diferente de nó...

  • Bruno

    Muito sinceramente, isto é tudo muito lindo, mas h...

  • alvaro silva

    Só vejo dores de cotovelo e premonições de catástr...

  • J P C

    Se é isso o que o meu comentário lhe faz lembrar, ...







«As circunstâncias são o dilema sempre novo, ante o qual temos de nos decidir. Mas quem decide é o nosso carácter.» Ortega y Gasset