Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Estás a gerir um colégio de sucesso que cobra €600/mês por aluno e tens dado bem conta da concorrência. Geres um colégio de referência e a procura de alunos raramente é um problema. O teu objetivo de negócio é dar dinheiro ao investidor, ou seja, maximizar o lucro e fazê-lo perdurar.

 

Se amanhã souberes que o Estado vai passar a financiar as famílias dos teus alunos com €300 por mês sem impôr contrapartidas de monta, em particular, sem mexer na gestão financeira da casa o que farás depois de amanhã?

 

Depois de amanhã deverás aumentar a prestação para até €900 invocando, por exemplo, a crise recente e o congelamento do valor das propinas durante os últimos anos.

Recomendo-te que não sejas muito exuberante, não faças este aumento todo de uma vez, em rigor, não ao faças todo logo depois de amanhã, mas fá-lo.

Não te esqueças que tens o colégio cheio com os país a pagarem €600/mês à sua conta antes do apoio do Estado. Esse valor já sabes que eles conseguem pagar. Vai-te a eles e bom negócio!

Autoria e outros dados (tags, etc)




Sitemeter



Comentários recentes

  • Jaime Santos

    Eu não entendi o comentário do Diogo Moreira nesse...

  • MRocha

    Se está na lei que devem ser públicas, cumpra-se a...

  • Jaime Santos

    Trump, além de mentiroso, é sobretudo um egomaníac...

  • Joe Strummer

    Pois, mas convem não deixar que noutro lado se ins...

  • Anónimo

    E estou eu contratado pelo estado à 16 anos.







«As circunstâncias são o dilema sempre novo, ante o qual temos de nos decidir. Mas quem decide é o nosso carácter.» Ortega y Gasset