Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Governo quer importar modelo de ensino alemão

 

A aposta de Portugal no sistema dual de aprendizagem, à semelhança daquele que vigora na Alemanha, é uma questão tida como "muito importante" e que será abordada também durante a visita oficial que a chanceler alemã Angela Merkel realiza, a 12 de Novembro, a Portugal, disse, na quinta-feira, à Lusa fonte oficial. 

 

Era capaz de olhar para esta imagem e achar que o sistema de educação formação português contempla, justamente a partir dos 15 anos, os denominados Cursos de Aprendizagem (4.2.1.; na imagem como secondary education - dual certification vocational courses), explicitamente identificando que parte do total de horas de formação é feito em contexto de trabalho. Como vantagem em relação ao sistema alemão "confere uma qualificação profissional  e um diploma escolar de nível secundário, permitindo também o prosseguimento de estudos." Possibilita, igualmente, a dupla certificação.

 

 

 

No que concerne o sistema de educação alemão, confirma-se que o sistema dual (a amarelo, à esquerda) tem início aos 15 anos e vai tendencialmente até aos 18 e que, à semelhança do português, combina horas de formação em contexto de trabalho com formação curricular fora dele:

 

 

Eu sei que todo o governo está tomado por esta veneração all things german. Mas convenhamos que ter um Ministro da Educação que acha que vai inventar a roda quando o modelo que tanto admira está há bastante tempo instalado em Portugal é capaz de nos fazer rir apenas para não chorar. Vamos cantando e rindo...

 

Quanto à tomada de decisão precoce que o DN identificou, a questão não me parece cronológica. Tem a ver, mais do que com a idade,  com a falta de contacto com o mercado de trabalho desde o 1º ciclo do Ensino Básico. Mas volto a este tema um dia destes.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


14 comentários

De Inês Corte Real a 04.11.2012 às 21:05

Mariana olá! Gostei imenso da tua análise e foste ao fundo da questão. Bem elaborado.
Será que o Nuno Crato ministro da educação saberá o que é CEDEFOP ? Se fosse ao site e investigasse melhor, que é o dever dele e assessores, evitaria ir à Alemanha buscar o modelo que já existe. Qualquer cidadão comum e informado sabe sobre esta questão.
Acho que este governo anda muito distraído com as suas "pastas".
Um abraço. Continua...........

De é parvoeira sua pá a 05.11.2012 às 10:23

al things german is anglo-saxe que é uma forma deturpada do baixo germanique alles klar?

o modelo de ensino aprendizagem não se assemelha nem de perto nem de longe ao alemão

qualquer pessoa que tenha dado formação nos dois lados sabe isso

os cursos dos EFA do IEFP ou os cursos de fotografia e jardinagem dos Cef's ó obtusidade rotunda não se comparam com um curso de química analitica ou de gestor de transportes do baixo reno...pecebeu?
nã?

nã admira ....

De mariana pessoa a 05.11.2012 às 10:27

Talvez, antes de emitir opinião, fosse consultar a diferença entre Cursos EFA e Cursos de Aprendizagem em Alternância. "Percebeu? Nã? Nã admira...."

De eu sei a diferença pá a 05.11.2012 às 10:30

dei de todos...desde os 8 euros à hora

De pela simbologia a 05.11.2012 às 10:31

deves dar higiene e segurança no trabalho

ou dás haccp?

De en simples a 05.11.2012 às 10:33

os cursos dos EFA do IEFP ou os cursos de fotografia e jardinagem dos Cef's ó obtusidade rotunda e Cursos de Aprendizagem em Alternância....e todos os outros feitos nos últimos 30 anos


......não se comparam com um curso de química analitica ou de gestor de transportes do baixo reno...pecebeu?

De mariana pessoa a 05.11.2012 às 10:34

Mais grave ainda. Segundo diz deu formação a ambos (também ensinou a escrever sem vírgulas?) e, no mínimo, confundiu os 2. Assim sendo, 8 euros à hora até é capaz de ser muito.

De e no mínimo, escreves demasiado a 05.11.2012 às 10:43

o que disse é que todos os cursos de formação profissional em portugal são esquemas dúbios

e de fraca formação real...

há uns cursinhos de electricista que escapam

mas não necessitam de tantos recursos

apende-se mais num estaleiro de obras

(quando as havia claro...e bírgulas para quê

De mais grave ainda? a 05.11.2012 às 10:47

tou agudo?

tou exdrú chulo?

tornar-se pessoa...acho que havia um livro do eduqês kês que teve saída nos anos 70 e 80....

Situação problema formar o quê e para quê?

Responda em 2 linhas e sem usar vírgulas 1) 2º ou paroles de 3ªclasse

third class for you versteende sië?

De além disso os que fazem formação a 05.11.2012 às 10:29

na alemanha não são só os alunos rejeitados pelo sistema escolar....

por falar nisse ache que o paratião já não se comercializa com o nome de 605 forte


as perspectivas educativas tão demodés pô...

tirando os cursos de mecânico ou pintor de paredes o ensino profissional en portugal produziu muito pouco exceto emprego para profes e formadores
e coordenadores e psicólogos e administrativos e sub-directores e directores

e tipas que fazem esquemas e mapas de conceitos en inglês ou os copiam

De mariana pessoa a 05.11.2012 às 10:36

Vindo de quem acha que "o ensino profissional en portugal produziu muito pouco", é 1 orgulho ser considerada uma das "tipas que fazem esquemas e mapas de conceitos en inglês ou os copiam". Chama-se informação.

De não chama-se eduquês a 05.11.2012 às 10:40

ou sampaiês...as gaijas gostam mais de sampaiês

o nuno crato apesar de ser um orador soporífero

e muita soneca dormi à custa dele

tem uma formação sólida e algumas ideias boas...

dar formação de base não é criar esquemas em anglo-deuschte com schules aos montes

in for mação é na sua maioria bastante desinformativa

é como esta troca de comentários

nem um se aproveita para elevar o con teúdo formativo da patuleia....

De realschulen a 05.11.2012 às 10:36

alguma vez deste aulas na alemanha ou suiça?

quando tiveres experiência escolar dos dois modelos diz qualquer coisa

mas de preferência estruturado e com algum con teúdo

de con's como vós tá o país cheio.....aivecas e relhas deles

De mariana pessoa a 06.11.2012 às 14:51

O argumento de que é preciso dar aulas na alemanha para perceber que o Ministro da Educação está a tentar inventar a roda é assim, mais coisa menos coisa, equivalente a pedir uma licenciatura em engª mecânica para conduzir um veículo ligeiro.

Mas não vá pelas minhas palavras, veja as de quem é considerado o pai do ensino profissional em Portugal (e insuspeito, foi Secretário de Estado da Educação de Cavaco Silva): http :/ oinsurgente.org /2012/09/02 joaquim-azevedo-sobre-o-ensino-profissional /

As melhoras.

Comentar post




Sitemeter



Comentários recentes

  • João Rosa

    Este post já tem algum tempo mas desde que se inic...

  • Zzzzz

    Qualquer comparação, equiparação, ao nazismo, abso...

  • Sérgio Lavos

    Concordo, devemos respeitar quem é diferente de nó...

  • Bruno

    Muito sinceramente, isto é tudo muito lindo, mas h...

  • alvaro silva

    Só vejo dores de cotovelo e premonições de catástr...







«As circunstâncias são o dilema sempre novo, ante o qual temos de nos decidir. Mas quem decide é o nosso carácter.» Ortega y Gasset