Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


27
Ago

Malabarices orçamentais

por Nuno Pires

José Sena Goulão, Lusa

 

Não será por falta de aviso: a execução orçamental não está a correr bem e nem é preciso a oposição recordá-lo - basta olhar para os dados oficiais ou para as notícias que vão saindo.

Apesar dos reembolsos de IRC e IVA às empresas, estarem a ser indevidamente retidos para maquilhar as contas públicas e servir propósitos eleitorais (uma bizarra forma de financiamento compulsivo de campanhas), a meta do défice para 2015 está em risco (como, aliás, o PS tem vindo a alertar desde que o Governo achou boa ideia dizer que iríamos ter um défice abaixo de 3% em 2015).

"Os principais agregados orçamentais de despesa e de receita do conjunto das administrações públicas (receita e despesa totais, correntes, despesa primária, com pessoal, receita fiscal, de capital) estão todos com um comportamento aquém do previsto no Orçamento do Estado de 2015. Ou seja, a receita cresce menos do que o previsto e a despesa aumenta mais do que o planeado.
[...]
Com o actual ritmo de execução da receita e da despesa, o défice ficaria mais de dois mil milhões de euros acima do orçamentado."

Por agora, segue a festa "pré-eleições": uma ministra das finanças a prometer tudo e mais um par de botas, incluindo a devolução da sobretaxa de IRS, um grupo de apoiantes a secundar a mentira. Enquanto isto acontece, os dados oficiais da execução orçamental ardem em pano de fundo.

Malabarismos, contas mal feitas, mentiras descaradas e descalabro orçamental.
É assim, a "gente séria", das "contas certas" e do "rigor".

 

(Fotografia: José Sena Goulão, Lusa)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

25
Ago

Portugal não pode mais

por Nuno Pires

 

Autor: Vargas

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

18
Ago


Super-Nóvoa? E depois ainda se surpreendem que apareçam outros candidatos, ou candidatas…

Autoria e outros dados (tags, etc)

  

Autor convidado: Vargas

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

  

Autor convidado: Vargas

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

12
Ago

Dos cartazes

por CRG

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Do pós-guerra e do peso da História às relações com a Rússia de Putin passando pelo Pegida e pela ideia de Europa. Participação de Norbert Röttgen, presidente do Comité de Negócios Estrangeiros do Bundestag, e Franziska Augstein, do Süddeutsche Zeitung, da "abençoada cidade de Hamburgo".

London Review of Books, Janeiro de 2015.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

06
Ago

Brincar com as pessoas

por Nuno Pires

Nas últimas semanas, os malabarismos do nosso XIX Governo com os números do desemprego têm preenchido o espaço mediático.

O atual Governo manifesta-se muito satisfeito com o seu esforço de "cozinhar estatísticas" e verificar, consequentemente, que os números do desemprego oficial estão a diminuir, insultando assim milhares de pessoas que não conseguem encontrar emprego, bem como cerca de meio milhão de pessoas que se viram forçadas a aceitar o convite deste Governo e deixar o país, ao longo desta legislatura, para conseguir viver com um mínimo de dignidade.

Na verdade, e a título meramente exemplificativo, se todos os desempregados forem incluídos em programas ocupacionais, em formações que em nada promovem a sua empregabilidade, ou se todos os desempregados emigrarem, o seu número descerá a zero. É um cenário limite, é uma hipótese ridícula, mas, face ao comportamento revelado nos últimos tempos, seria uma situação que o nosso XIX Governo celebraria com um enorme entusiasmo (possivelmente levando ao êxtase um imberbe Bruno Maçães, caricatura fiel deste Governo e sempre disposto a envergonhar todo um país com tentativas disparatadas de mascarar uma realidade indisfarçável).

Talvez um pequeno desenho, com base nos números oficiais, ajude a perceber o drama social que o XIX Governo teima em tentar ocultar e para o qual nunca se inibiu de contribuir.

 

infografia_desemprego

 

O brutal aumento do desemprego é a marca distintiva do XIX Governo. É o maior problema que o próximo Governo terá que enfrentar.

Está na altura de parar de brincar com os números e começar a respeitar os portugueses.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

03
Ago

Vergonha, muita vergonha

por David Crisóstomo

 

vergonha.jpg

 

 

(via paulkirby

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Diz-se por  que Portas e o CDS fazem tudo para não ficarem fora dos debates. Como bem diz a Estrela Serrano, se fizesse muita questão em ir aos debates não se tivesse coligado.

 

Não se justifica é alegar que o PS recusa a presença do CDS. O entendimento que o PS faz é o mesmo entendimento que Telmo Correia expressou em comissão no passado dia 18 de junho:

 

Para o CDS, nas próximas eleições quem deve estar nos debates?

A principal alternativa democrática tem que estar. Têm também que estar as forças políticas que têm assento parlamentar. Quais são? o PCP e o Bloco de Esquerda.

O CDS não, está incluído na coligação.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Sitemeter



Comentários recentes







«As circunstâncias são o dilema sempre novo, ante o qual temos de nos decidir. Mas quem decide é o nosso carácter.» Ortega y Gasset